Carlos Lima
Hoje dia 27/06/2019 às 09:58:23

Agronegócio
Carlos Lima | Publicado em 08/05/2019 às 11:30:11

Agro pode contribuir para o aumento da geração de energia renovável no Brasil

Agro pode contribuir para o aumento da geração de energia renovável no Brasil Agro pode contribuir para o aumento da geração de energia renovável no Brasil

Em um país com as dimensões continentais como o Brasil, levar energia a todos os consumidores é um desafio. Poucas atividades econômicas possuem a capacidade de gerar energia renovável como a agropecuária e o setor florestal.

Para debater esse assunto, a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) promove na quarta (8), em Brasília, o seminário “Agro em Questão – Energias Renováveis: tornando a agropecuária mais sustentável e econômica”.

O objetivo do evento é buscar alternativas para a inserção dos produtores rurais no mercado de energia. Para o assessor técnico da CNA, Maciel Silva, os benefícios da geração de energia vão além dos resultados econômicos com a sua comercialização.

“A redução dos custos de produção, a melhoria da qualidade da energia e a destinação para os resíduos da produção agropecuária são outras vantagens que a geração de energia nas propriedades rurais pode trazer”, afirma.

Segundo o assessor técnico, os benefícios se estendem ao governo e ao planejamento e desenvolvimento energético sustentável do país.

“A geração de energia perto dos centros consumidores reduz os custos com transmissão, as perdas do sistema elétrico e aumenta a celeridade de atendimento da demanda. Mais do que isso, ao usar das fontes renováveis vinculadas ao agro, o Brasil se aproxima ainda mais do cumprimento da redução da emissão de gases de efeito estufa” explica.

O Agro em Questão também vai discutir os principais entraves regulatórios para geração e comercialização de energia, o potencial para melhoria da qualidade da energia no campo, bem como as alternativas para diversificação da matriz energética nacional.

O evento será realizado em parceria com a Climate Bonds Initiative (CBI) e compõe o plano de trabalho da Confederação para ampliação da participação do agro no mercado de energia. Contará com a participação de representantes do governo, de associações do setor e da iniciativa privada.

As inscrições são gratuitas e as vagas limitadas.

 

Noticias agrícolas

Comentários

comentários

Veja também