Carlos Lima
Hoje dia 27/06/2019 às 10:31:19

Agronegócio
Carlos Lima | Publicado em 29/05/2019 às 11:37:22

Em uma semana, milho sobe 4,75% em MS influenciado pela alta do dólar e maior demanda

Em uma semana, milho sobe 4,75% em MS influenciado pela alta do dólar e maior demanda MS deve produzir nesta safrinha 9,552 milhões de toneladas de milho — Foto: Reprodução/TV Morena

No período de uma semana, entre os dias 20 e 27 de maio, o preço médio da saca de milho registrou uma alta de 4,76% em Mato Grosso do Sul. A cotação, conforme o boletim Casa Rural, do Sistema Famasul, passou de R$ 25 para R$ 26,19 no período. No mês, o incremento chega a 10,55%.

Segundo o boletim, a alta é reflexo da valorização do dólar frente o real e uma demanda maior pelo cereal. Mesmo com o incremento dos últimos dias, o preço médio da saca de milho no estado, entretanto, continua bem mais baixo, 27,42%, do que no mesmo período da safra passada, quando foi comercializado a R$ 33,41.

Além da flutuação do preço do grão, o boletim reafirma a perspectiva de safra recorde do cereal no estado, 9,552 milhões de toneladas para uma área plantada de 1,918 milhão de hectares e produtividade de 83 sacas por hectare. Se confirmada, a projeção será a segunda maior produção da história sul-mato-grossense. Apenas no ciclo 2016/2017 foi colhida uma quantidade maior do cereal, 9,609 milhões de toneladas.

A entidade aponta que a perspectiva positiva é resultado do clima favorável no desenvolvimento das lavouras de milho, o que provocou um aumento do potencial produtivo dos campos semeados e deve resultar em maior produtividade.

Com a perspectiva de grande produção e valorização dos preços houve uma ligeira aceleração nas vendas antecipadas do milho safrinha. De acordo com a corretora Granos, até 27 de maio 32,30% da produção do estado já havia sido comercializada, um percentual seis pontos percentuais acima do registrado no mesmo intervalo de tempo do ciclo passado.

G1

Comentários

comentários

Veja também