Carlos Lima
Hoje dia 21/01/2018 às 22:21:03

Agronegócio
Carlos Lima | Publicado em 28/12/2017 às 13:59:39

Intensificação sustentável na agricultura é tema de projetos de pesquisa

Intensificação sustentável na agricultura é tema de projetos de pesquisa Intensificação sustentável na agricultura é tema de projetos de pesquisa

Intensificação sustentável na agricultura foi o tema central dos três projetos de pesquisa propostos pela Embrapa Agropecuária Oeste (Dourados/MS) e que foram aprovados pela Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia do Estado de Mato Grosso do Sul (Fundect) e pelo Fundo para o Desenvolvimento das Culturas de Milho e Soja (Fundems). O resultado da Chamada Fundect nº 05/2017 foi divulgado no início de dezembro e estabelece um prazo de 18 meses para a execução dos estudos, que devem ter seus resultados concluídos até junho de 2019.

O Chefe Geral da Embrapa Agropecuária Oeste, Guilherme Lafourcade Asmus, explica que o enfoque desses projetos convergem para questões relacionadas a intensificação da atividade agrícola com ênfase na sustentabilidade, buscando encontrar soluções que contribuam com a redução dos riscos na atividade agrícola.

Um dos projetos aprovados foi o elaborado pelo pesquisador Carlos Ricardo Fietz, intitulado “Estimativa e monitoramento do período de molhamento foliar: Ferramentas para aperfeiçoar o manejo de doenças da soja na região Sul de Mato Grosso do Sul”, com orçamento total de R$ 119.600,00.  Esse estudo é fundamental, pois vai gerar conhecimentos e informações que poderão contribuir com a redução de riscos de perdas causadas por doenças, tais como, ferrugem asiática, entre outras. “Além disso, o estudo deve contribuir com a redução do número de aplicações de fungicidas nas lavouras de soja. Nesse projeto também está prevista a instalação de uma nova estação meteorológica que será inserida no portal Guia Clima da Embrapa”, explicou Fietz.

Outro projeto foi elaborado pelo pesquisador Luís Armando Zago Machado. O estudo intitulado “Estabelecimento de pastagens em consórcio com soja, visando intensificação dos sistemas de integração lavoura-pecuária”, conta com investimentos da ordem de R$ 60.559,00. Essa pesquisa que visa proporcionar a melhoria dos sistemas integrados, em que a diversificação de culturas, viabiliza diversas fontes de receitas e favorece a sustentabilidade ambiental, em meio a intensificação de processos, o que contribui com a redução de riscos para a atividade rural e está alinhada a lógica da sustentabilidade.

“Construção da fertilidade de solo arenoso em área de pastagem degradada com o cultivo de soja/milho safrinha consorciado com Brachiaria brizantha”, é o título do projeto de pesquisa que será coordenado pelo pesquisador Carlos Hissao Kurihara, com recursos totais de R$ 179.650,00. Esse trabalho, por sua vez, desenvolve bases para o avanço da agricultura em áreas tidas como marginais, aumentando a possibilidade de otimização da produção em sistemas que são por natureza frágeis, porém por meio de manejo adequado podem ser incorporados com sucesso ao processo produtivo.

Asmus explica ainda que a diversificação de fontes de recursos financeiros, por meio de aporte de recursos externos é fundamental para os trabalhos da Embrapa. “Ter projetos de pesquisas da Unidade, aprovados por agentes de financiamento externos, através de editais públicos de seleção, reforçam que o programa de pesquisa da Embrapa está alinhado demandas atuais dos gestores das políticas agropecuárias estaduais e pode contribuir com a busca de soluções tecnológicas ao setor agrícola”, enfatizou Guilherme.

Notícias agrícolas

Comentários

comentários

Veja também