Carlos Lima
Hoje dia 19/07/2019 às 18:23:24

Agronegócio
Carlos Lima | Publicado em 11/03/2019 às 10:56:10

Mulheres do agronegócio vão se encontrar na Expodireto

Mulheres do agronegócio vão se encontrar na Expodireto Massey Ferguson promove troca de experiências sobre a participação feminina no universo rural durante a feira realizada em Não-Me-Toque (RS)

A Massey Ferguson promove nesta quarta-feira, dia 13, às 11h, o 2º Encontro Mulheres no Agronegócio na Expodireto Cotrijal 2019, feira de agronegócios em Não-Me-Toque (RS). O evento é uma troca de experiências sobre a participação feminina no universo rural.

Entre as debatedoras está Ana Luisa Bertagnolli, responsável pela área administrativo-financeiro do Grupo SA, que trabalha com agricultura, criação de gado e assistência técnica em 12 mil hectares nos municípios gaúchos de Alegrete e Santiago. Com formação em pedagogia, ela enfrentou desafios quando resolveu ingressar no negócio da família. “Minha missão era ajudar na profissionalização da gestão. Hoje, o trabalho está muito mais organizado, e todos os funcionários estão mais motivados”, afirma.

Já Silvana Olga Binsfeld é filha de pequenos produtores e atualmente auxilia o marido a administrar o Sítio do Pica-Pau Amarelo, uma propriedade centenária no interior do Rio Grande do Sul. “Sempre vivi no campo, quero passar esse legado para meus filhos”, conta.

Uma pesquisa do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), da Universidade de São Paulo (USP), aponta que o número de mulheres no agronegócio aumentou 8,3% de 2004 a 2015. Hoje, elas estão mais preparadas e já ocupam os principais cargos de gestão. Um exemplo é o da engenheira agrônoma Eloise Roos, também participante do encontro e que assumiu a propriedade da família logo ao sair da faculdade. Ela foi responsável pela modernização dos equipamentos e da infraestrutura da fazenda.

“As mulheres têm uma visão mais minuciosa do negócio e são melhores na gestão de pessoas”, afirma. “Para as jovens que estão ingressando nesse universo, minha dica é manter o foco e estar segura do seu trabalho”, diz Eloise.

Outra participante do debate é a assistente técnica regional na área social da Emater/Ascar, Dulce Rech. Sua missão é estimular o desenvolvimento socioeconômico em comunidades rurais da região de Frederico Westphalen (RS). Ela atua em questões como mulher e juventude rural, promoção da cidadania e segurança, coordenando o trabalho realizado em 42 municípios e que atinge cerca de 24 mil famílias rurais.

Canal Rural

Comentários

comentários

Veja também