Carlos Lima
Hoje dia 18/12/2017 às 07:20:39

Agronegócio
Carlos Lima | Publicado em 20/07/2017 às 14:57:24

Ondas de calor chegam ao Corn Belt e temperaturas podem superar os 40ºC

Ondas de calor chegam ao Corn Belt e temperaturas podem superar os 40ºC Ondas de calor elevam temperaturas no meio-oeste do EUA

A volatilidade e as especulações sobre o mercado internacional de grãos já são intensas neste momento do ano, com o desenvolvimento da safra dos Estados Unidos. Quando os modelos climáticos apontam divergência entre suas informações e previsões, esses fatores se intensificam ainda mais e acabam tirando parte da direção das cotações. Na Bolsa de Chicago, a semana tem sido positiva para os futuros da soja e do milho, uma vez que os mapas mais atualizados mostram um tempo ainda quente e seco para o oeste do Corn Belt, em especial nas Planícies do Norte.

“A AgResource (ARC Brasil) continua pontuando a diferença nas previsões climáticas para o Cinturão Agrícola, entre os principais modelos de projeções. Usando o modelo de previsões Europeu (ECMWF), o qual continua com uma taxa de credibilidade maior, as chuvas acumuladas para os próximos 10 dias isolam as precipitações significativas ao norte do Cinturão, com uma área considerável ao Centro de Illinois, maior parte de Iowa e Missouri sem altos índices pluviométricos”, diz o reporte diário da consultoria internacional.

AGR Europeu

Apesar dessas divergências, os modelos ainda mostram a presença de um sistema de alta pressão sobre o oeste americano, o qual deverá manter condições adversas para a produção agrícola nesta região. Ainda de acordo com a ARC Brasil, “a tese  é que uma massa de ar quente de alta pressão variando de intensidade e dimensão continuará sobre as Planícies e o extremo oeste do Cinturão, o qual manterá um padrão desfavorável para esta região”. Dessa forma, são esperadas chuvas ligeiramente melhores apenas para a porção leste do Corn Belt nos próximos 10 dias.

Ainda segundo informações apuradas pela AgResource, a alta dos preços observada nesta semana é resultado, entre outros fatores, de “atualizações erráticas do modelo climático Americano (GFS)”, com volumes consideráveis de chuvas sendo adicionados para o centro do Estados Unidos.

AGR GFS

“Assim como alertamos, a baixa credibilidade nos modelos GFS trouxe um alto volume especulativo na última semana, colocando incertezas sobre as reais Condições de safra e o divergência entre os varia- dos modelos climáticos. O principal componente na formação dos preços aqui em Chicago tem sido as modificações meteorológicas, o “prêmio climático” se subtrai ou é adicionado de acordo com que as percepções de produtividade esperada se alteram”, explicam os analistas da consultoria.

Os mapas trazidos pelo Commodity Weather Group (CWG) também seguem indicando chuvas abaixo da média para o Meio-Oeste americano nos intervalos dos próximos 1 a 5, 6 a 10 e 11 a 15 dias. Entre as temperaturas, algumas partes do Corn Belt poderão ver números acima do normal para essa época do ano.

O destaque do boletim do grupo, nesta quinta-feira, são as previsões que indicam ainda um elevado risco de estresse hídrico para uma região que engloba cerca de 25 a 30% da produção de soja e milho dos EUA no leste do Nebraska, centro da Kansas e Missouri, centro e oeste de Iowa, sudoeste de Illinois, centro e sudeste da Dakota do Sul.

CWG 1

Temperaturas e chuvas esperadas para os próximos dias nos EUA – Fonte: Commodity Weather Group

CWG 2

Temperaturas e chuvas esperadas para os próximos 16 a 30 dias nos EUA – Fonte: Commodity Weather Group

Há ainda picos de estresse em função do calor intenso previstos para 1/3 do milho do sudoeste do Meio-Oeste no resto da semana, com as temperaturas médias acima dos 32ºC, podendo chegar aos 37ºC.

Para a região do Delta, chuvas espalhadas no começo da próxima semana poderiam amenizar a situação de algumas áreas do Delta que sofrem com a seca, o que seria importante para limitar o estresse sentido pela soja e pelo algodão.

Previsões mostram ainda que, nos próximos dias, em alguns pontos do Meio-Oeste – leste do Kansas, sudeste do Nebraska, sul de Iowa, quase todo o Missouri, e parte de Illnois -, em função dessas ondas de calor que têm sido registradas, as temperaturas poderiam passar dos 40ºC. As informações partem do Serviço Nacional de Clima dos EUA (NWS).

O NWS alerta ainda para o risco de tempestades em alguns pontos do cinturão, em função, justamente, do calor intenso. As tempestades são esperadas, principalmente, nas planícies, porém, ainda de forma rápida e localizada. “Alguns episódios de forte a severos são possíveis de ocorrer no oeste da Dakota do Norte esta tarde e noite”, diz o instituto.

Como informa o meteorologista do site americano Accuweather, Ryan Adamson, “o padrão ativo de tempestades e chuvas deverá continuar pelo menos até sexta-feira no Meio-Oeste”. A cobertura dessas precipitações, porém, será mais limitada do que o observado na semana passada.

Temperaturas NWS

Previsão de temperaturas entre esta quinta (20) e sexta-feiras (21) nos EUA – Fonte: National Weather Service

Chuvas NWS

Previsão de chuvas entre esta quinta (20) e sexta-feiras (21) nos EUA – Fonte: National Weather Service

Nas últimas 24 horas

O CWG informa ainda, em seu boletim diário, que nas últimas 24 horas, o Meio-Oeste americano recebeu chuvas de apenas 12,7 a 50,8 mm, e mais de 150 mm em algumas áreas bem localizadas. A abrangência foi de 25% da região. Já no Delta e nas Planícies do Norte, os volume acumulados ficaram entre, respectivamente, 2,54 e 19,05 mm e 6,35 e 31,75 mm, com abrangências de menos de 10% e 35% das áreas.

Por: Carla Mendes

Comentários

comentários

Veja também