De segunda a sexta-feira
das 12h às 14h
Radio WEB Radio Ao Vivo Acompanhe pelo RSS
nada
grupo noticias

Francisco Rocha: Destaque nas Vendas de Ônibus na Região

A Fachada da loja tem desing peculiar



Colunistas











links

>>
>>

jornalistas
Articulista


Ávido Medeiros


Publicado em: 03/01/2013 - 18:01:07 Comentário

O pão nosso de cada dia – Leia: Mateus 6.11

“O pão nosso de cada dia dá-nos hoje;”

O individualismo tem tomado cada vez mais espaço entre os cristãos. Mesmo participando ativamente de cultos e atividades religiosas, muitos fazem isso em busca de um elacionamento tão individual com DEUS, que esquecem que o corpo de Cristo é formado por vários membros.  A oração ensinada por Jesus Cristo deixa claro, ao ser pronunciada no plural, que há um Pai único a todos os seus filhos.

E, como família, devemos compartilhar nossas alegrias e dificuldades e abençoar as pessoas com quem nos estreitamos. Nossos pedidos a DEUS devem demonstrar que de fato amamos ao próximo tanto quanto a nós mesmos, conforme está escrito em Mateus 22.39. Ao pedirmos que Ele nos dê o pão nosso de cada dia, o que DEUS deseja é que compartilhemos com o nosso próximo tudo aquilo que o Senhor nos tem dado. Afinal, se somos membros de um corpo único, sentimos as dores e prazeres uns dos outros. Esse é o desejo expresso e bem claramente de Jesus Cristo, quando profere e deixa para nós o Pai Nosso.  

===============   

MENSAGEM FINAL: Que ao vermos alguém necessitado lembremo-nos que temos a obrigação e o dever de socorre-los, a exemplo daquilo que o Senhor Jesus desejou que fizesse-mos.



Publicado em: 21/12/2012 - 15:12:25 Comentário

Que Natal é esse?

Leia: “Eu vim para que todos tenham vida e vida em abundância”.(Jo.10.10b)

Cena do nascimento de Cristo conforme relato bíblico

O mundo inteiro vive ares de Natal. Árvores iluminadas e enfeitadas com lantejoulas e miniaturas daquilo que seriam presentes.Ruas e avenidas cintilantes repletas de lâmpadas coloridas e vitrines também piscando, enfim, é uma festa que impressiona a todos.

A mídia globalizada, seja ela impressa, falada, ou televisiva em todos os quadrantes, exalta o verbo presentear, como elemento principal do evento. As promoções se avolumam, “shoppings” anunciam sorteios de carros luxuosos, as lojas se esmeram em mirabolantes promoções, etc. O negócio é vender e os incautos entram no clima sutilmente preparado pelos marqueteiros, sob pretensa homenagem a Jesus Cristo.

As artimanhas do sistema criou uma forma tão eficaz, que até chineses, japoneses, filipinos, isto é, a Ásia inteira, outrora desatrelada desses festejos, agora, também, aderiram a essa forma de comemoração.O Natal aqui enfatizado, sugere, além do presentear, a realização de  grandes encontros corporativos e familiares, a mesa farta, a bebedeira desenfreada,etc. poder-se-ia dizer, e não estaríamos errados: “é o Natal da pança cheia!”. Jesus, se voltasse à terra agora, por certo exclamaria: ”Ó torpes, insensatos, vendilhões, O meu Natal não é esse que vocês inventaram! Eu vim com o objetivo de dar-lhes uma nova vida, um entendimento perfeito,segundo a vontade do Deus de todas as coisas, uma convivência fraterna e amiga entre todos os homens!  A minha entrega no Calvário teve um objetivo sublime: salvar os pecadores dos seus pecados e mazelas. Eu fui sacrificado visando oferecer ao mundo uma nova alternativa de vida: a eterna, desejo maior do Pai para a humanidade. Eu sou o verdadeiro presente da parte de Deus.Eu não aceito essa forma de comemoração!”.

Natal, irmãos, é momento para darmos as mãos, em fraterna junção de ideais, transbordantes de amor, pregando igualdade e tendo como visão principal, alcançarmos as almas sufocadas, desiludidas e ansiosas por uma vida em que a paz interior prepondere, e não apenas fortuitos,  passageiros momentos de bem estar.

Que os verdadeiros cristãos não embarquem na “canoa furada” dos interesseiros em amealhar riquezas terreais; e vivam o Natal verdadeiro que o Senhor Jesus, por certo, gostaria de ver comemorado! Feliz Natal a todos, um ano novo repleto de alegrias, sempre na paz do Senhor!!!

 



Publicado em: 29/11/2012 - 10:11:53 Comentário

Falei tá falado!

Disse Confúcio: “As naturezas dos homens são parecidas; são os seus hábitos que os afastam uns dos outros”.

A Noite Estrelada de Van Gogh

Crise de cidadania

O mundo que hoje conhecemos passou por muitas transformações até chegar ao ponto atual. Em toda a literatura, dos primórdios, até os dias atuais, notam-se profundas mudanças as quais   procuram dotar as civilizações de um norteamento mais próximo do ideal.

 Embora tal desejo se mostre utópico, as diversas camadas da humanidade envolvidas nesse contínuo processo de aprimoramento procuram premiar o ser humano com o que lhes seja mais condizente.

 Aos gestores compete indicar os caminhos a seguir, através de projetos, que após acuradas discussões envolvendo a sociedade como um todo, são igualmente discutidos nos plenários dos parlamentos, e, aprovados, após a devida sanção ou promulgação, seriam colocados em prática.Nunca em todo o tempo se aprovou tantos projetos, porém, aparentemente fáceis, na prática, tornam-se inóquos, seja pela inaptidão dos gestores, seja pela ausência de boa vontade política.

Há e afirmo com sobejo conhecimento, um descaso que salta aos olhos dos menos inteligentes. As coisas no Brasil só andam quando há interesse político.Parece que ainda vivemos nos tempos das Capitanias.Nos dias que correm a  inversão de valores é coisa corriqueira.Quando já vimos alguém, que perdendo um de seus familiares, vítima da violência que grassa “brasis” afora, recebeu a visita da Comissão de Direitos Humanos, dando-lhe conforto? Porém, quando um desses malvados são custodiados ou presos denunciam suposto mal trato, imediatamente vem à mídia algum dos seus,  pedindo explicações, demissões, punições, ou coisa que o valha!Na gestão das coisas públicas a coisa é tão degradante, que um Metrô, há 20 anos é ansiosamente esperado pela população de Salvador, e parcialmente pronto, aguarda decisões para ser colocado à disposição do público que, com os seus impostos já efetuou com sobras, o pagamento de toda a obra.

E quando se fala no comportamento do ser humano  no dia-a-dia, a coisa então se complica.A carência de cidadania é tamanha, que, quando alguém age com honestidade devolvendo algo que encontrou por acaso, a festa da mídia é fenomenal. Os direitos adquiridos nem sempre são obedecidos. Por exemplo, vê-se nas filas dos supermercados, ou no transporte coletivo, idosos, deficientes, grávidas ou parturientes, tendo as suas prioridades postergadas.

 Quando de minha recente estada em Natal,no trânsito o procedimento dos condutores é uma lástima.Uns ultrapassam pela direita, avançam sinais,  ou abusam da velocidade, etc., indiferentes ao que lhes pode ocorrer, colocando, portanto, em risco, a sua vida e as de outrem.

A quem caberia disciplinar tudo isso? Vive-se como no tempo das Cavernas. Que bom seria entendermos que, quando tomamos a iniciativa de viver em sociedade, construímos um grande condomínio, obrigando-nos a um comportamento igualitário.

O meu direito termina exatamente quando começa o do meu visinho. Porém, poucos entendem dessa forma. Os tribunais andam superlotados de processos nas suas mais diversas variantes, porque não se pratica o bom senso, a cidadania... Avolumam-se denúncias, questões e querelas muitas vezes fúteis,  enchendo as prateleiras da justiça. Processos que têm mais de 20, 30, 40 anos de abertos sequer  foram instruídos. E as sentenças quando serão prolatadas? Ninguém se aventura a profetizar! A crise de cidadania se avoluma e se mostra presente em todas as áreas. Quando alguém coloca em dúvida o cumprimento de pena dos condenados no processo do chamado mensalão, pelo STF, não sem razão, a gente se mantém em dúvida, pois tal absurdo não está longe de acontecer. É como diz um famoso âncora da TV: Isso é uma vergonha!!!

 



Publicado em: 17/11/2012 - 15:11:03 Comentário

ESPERANÇA

“Pois tu és a minha esperança, Senhor DEUS, a minha confiança desde a minha mocidade”. Leia: Salmos 71.5

Vivemos num mundo imediatista. Todas as coisas que necessitamos precisam ser resolvidas rapidamente e tudo deve estar ao alcance das mãos, porque não há tempo a perder. Sem qualquer dúvida estamos vivendo a era do “Fast” e do “Expresse”. Essa correria que o mundo exige de cada um de nós, acaba afetando o nosso modo de viver e como olhamos os fatos, analisamos e escolhemos para a nossa vida erroneamente.

Na pressa que o consumismo exige, nem sempre consultamos ao Autor e Mantenedor de todas as coisas. Não que seja errado almejar algo melhor para nós, mas podemos sofrer muito quando escolhemos as coisas aleatoriamente, sem depositarmos nossa confiança em DEUS primeiramente.

No plano secular DEUS nos abençoa e proporciona a todos nós bênçãos infindas, transformadas em saúde, bens materiais, equilíbrio nas ações e tudo mais.No terreno espiritual, o Senhor tem um plano perfeito para todos, desde antes da criação do mundo, e nisto inclui a salvação de sua alma.Em quais situações você o busca e deposita n’Ele a sua ESPERANÇA? Nossa vida deve ser entregue inteiramente nas mãos de DEUS.                                          

====================                                                                              

Mensagem Final: Sabendo que DEUS tem o controle de tudo, devemos ter confiança e esperança n’Ele. Esperemos, portanto, o seu tempo!



Publicado em: 29/10/2012 - 18:10:16 Comentário

As lágrimas do Salvador



No jardim do Getsêmani o drama da cruz

Era noite em Jerusalém. A festa da Páscoa estava em pleno andamento. As multidões se agitavam, enquanto Jesus se reunia com seus discípulos no cenáculo. Depois de lavar os pés dos discípulos, Jesus instituiu a Santa Ceia, cantou um hino e desceu ao vale de Cedrom. Judas Iscariotes, possuído pelo demônio, já havia saído para trair o Filho de DEUS.Os discípulos, já entendendo o que haveria de ocorrer, e muito tristes e cabisbaixos, caminham com Ele para o palco de sua prisão.No sopé do Monte das Oliveiras, no Jardim do Getsêmani, Jesus é tomado por uma angústia mortal e pede a seus discípulos para vigiarem com Ele. Nesse palco de horror, Jesus travou a mais renhida batalha da humanidade. Debruçado com o rosto em terra, o Filho de DEUS orou por três vezes e suou sangue, rogando ao Pai para, se possível, passar dele o cálice da nossa salvação. Naquele lugar onde se prensava o azeite, Jesus foi esmagado pela dor incomparável de se fazer pecado por nós. Ali Jesus travou a batalha da oração, da solidão e da agonia. Ofereceu com forte clamor e lágrimas orações ao Pai. Mas, nesse mesmo cenário, Jesus foi consolado pelo anjo de DEUS e saiu fortalecido para enfrentar a morte na cruz do calvário, enfrentando com altivez os seus algozes por todos nós.

 =========== MENSAGEM FINAL: Valorize as lágrimas derramadas por JESUS em seu favor e a morte no Calvário por seus pecados reconhecendo-o com o seu Salvador.





Página 1 de 22





Programa Jornal do Povo


Warning: include(0.php) [function.include]: failed to open stream: No such file or directory in /home/jornal/public_html/antigo-site/publicidade_lateral_blog.php on line 24

Warning: include(0.php) [function.include]: failed to open stream: No such file or directory in /home/jornal/public_html/antigo-site/publicidade_lateral_blog.php on line 24

Warning: include() [function.include]: Failed opening '0.php' for inclusion (include_path='.:/usr/lib/php:/usr/local/lib/php') in /home/jornal/public_html/antigo-site/publicidade_lateral_blog.php on line 24


Programa Jornal do Povo


Fale Conosco

rodape

By Feira de IdeiasCopyright © Programa Jornal da Povo - Todos os direitos reservados.

Rua Juventino Pitombo 365 - Sobradinho - Feira de Santana - Bahia - CEP 44149-999
Telefones - (75) 3614.3727 - (75) 8140.4139 - (75) 9966.2504