Carlos Lima
Hoje dia 13/12/2017 às 18:58:00

Cinema
Carlos Lima | Publicado em 28/11/2017 às 15:37:02

Carrie Fisher, La La Land e Game of Thrones são indicados à premiação musical do Grammy

Carrie Fisher, La La Land e Game of Thrones são indicados à premiação musical do Grammy Evento dedicado à indústria da música estadunidense entrega troféus para filmes e séries anualmente.

Desde a primeira semana do ano, quando Moana – Um Mar de Aventuras chegou aos cinemas brasileiros, 2017 anunciou que seria o período da revitalização dos musicais. Na esteira da animação da Disney, vieram o aclamado La La Land – Cantando Estações e o bilionário A Bela e a Fera, que levaram o gênero de volta ao topo de Hollywood. Assim, a temporada de premiações não podia fazer outra coisa senão reconhecer o ressurgimento – além de trazer nomeações surpreendentes, como a de Carrie Fisher.

Vamos dissecar a lista por partes: divulgada hoje, a seleção completa de indicados ao Grammy – evento celebratório da National Academy of Recording Arts and Sciences e inteiramente dedicado à indústria musical estadunidense – traz o longa de Damien Chazelle como favorito às categorias cinematográficas da premiação. Mas será que a animação de Disney e Estrelas Além do Tempo – ambos com duas indicações – conseguem derrotar La La Land, ganhador dos Oscar de Melhor Trilha Sonora e Melhor Canção Original?

Agora, dentre todos os indicados que vieram do mundo audiovisual, certamente destaca-se a presença massiva do ator e roteirista Donald Glover, com cinco indicações. No universo da música, o criador da premiada série Atlanta e dublador de Simba no Rei Leãode Jon Favreau é mais conhecido pela alcunha de Childish Gambino. Através de sua persona rapper, Glover foi indicado aos prêmios de Canção do Ano, Melhor Performance Tradicional de R&B e Melhor Canção de R&B com a música “Redbone”; e aos troféus de Álbum do Ano e Melhor Álbum Urbano Contemporâneo com seu disco “Awaken, My Love!”.

No lado pop da equação, Lady Gaga, vencedora do Globo de Ouro por American Horror Story, soltou sua voz e foi nomeada à categoria Melhor Performance Solo por sua interpretação de “Million Reasons” e Melhor Álbum Pop com o disco “Joanne”. Ainda no território dos vocalistas, Seth MacFarlane (The Orville, Ted) também entrou na competição de Melhor Álbum Pop Tradicional com o disco “In Full Swing”.

Contra a supracitada – e saudosa – Fisher, teremos Mark Ruffalo (Thor: Ragnarok) na categoria Best Spoken Word Album – algo como Melhor Audiobook. A eterna Princesa Leia, que ganhou um Emmy póstumo, foi indicada pela leitura de sua autobiografia, “Memórias da Princesa: Os Diários de Carrie Fisher”. O Bruce Banner do Universo Cinematográfico Marvel, por sua vez, se juntou ao senador Bernie Sanders – pré-candidato Democrata derrotado por Hillary Clinton nas prévias das eleições de 2016 nos EUA, quando Donald Trump sagrou-se presidente -, para gravar “Our Revolution: A Future to Believe In”, diário de campanha do político.

E é claro que os humoristas da indústria cinematográfica também têm seu lugar garantido no Grammy na competição pelo troféu de Melhor Álbum de Comédia – ou show de stand-up gravado em CD. No páreo, os comediantes Dave Chappelle (Chi-Raq), Jim Gaffigan(Chappaquiddick), Jerry Seinfeld (Seinfeld), Sarah Silverman (Detona Ralph) e Kevin Hart(Jumanji: Bem-Vindo à Selva). O último nome cinematográfico presente no Grammy é o do compositor e multi-vencedor do Oscar John Williams, que concorre com seu arranjo para saxofone e orquestra da peça “Escapades”, parte da trilha de Prenda-me Se For Capaz.

Confira a lista completa com os indicados às categorias cinematográficas abaixo:

MELHOR COMPILAÇÃO DE TRILHA SONORA PARA MÍDIA VISUAL

Em Ritmo de Fuga – Vários Artistas

Guardiões da Galáxia Vol. 2 – Vários Artistas

Estrelas Além do Tempo – Vários Artistas

La La Land – Vários Artistas

Moana – Vários Artistas

MELHOR TRILHA SONORA ORIGINAL PARA FILMES E SÉRIES

A Chegada – Jóhann Jóhannsson

Dunkirk – Hans Zimmer

Game of Thrones: 7ª Temporada – Ramin Djawadi

Estrelas Além do Tempo – Benjamin Wallfisch, Pharrell Williams e Hans Zimmer

La La Land – Justin Hurwitz

MELHOR CANÇÃO ORIGINAL PARA MÍDIA VISUAL

“City Of Stars”, de Justin Hurwitz, Benj Pasek e Justin Paul (La La Land)

“How Far I’ll Go”, de Lin-Manuel Miranda (Moana)

“I Don’t Wanna Live Forever”, de Taylor Swift (Cinquenta Tons Mais Escuros)

“Never Give Up”, de Sia (Lion – Uma Jornada para Casa)

“Stand Up For Something”, de Common (Marshall)

MELHOR FILME MUSICAL

One More Time With Feeling (documentário sobre a banda Nick Cave & The Bad Seeds), de Andrew Dominik

Long Strange Trip (documentário sobre a banda The Grateful Dead), de Amir Bar-Lev

The Defiant Ones (série docuficcional sobre Dr. Dre), de Allen Hughes

Soundbreaking (série documental sobre a história das gravações musicais), de Maro Chermayeff, Jeff Dupre e James Manera

Two Trains Runnin’ (documentário sobre dois cantores de blues), de Samuel D. Pollard

Renato Furtado

Comentários

comentários

Veja também