Carlos Lima
Hoje dia 16/12/2017 às 22:47:20

Cinema
Carlos Lima | Publicado em 11/05/2017 às 09:17:29

Cine PE: Cineastas pedem a retirada de seus filmes da competição

Cine PE: Cineastas pedem a retirada de seus filmes da competição Curtas e um longa devem sair da 21ª edição do festival.

Seis longa-metragens e 20 curtas estão na seleção oficial do Cine PE 2017. Ou melhor, estavam. Após a lista completa dos filmes selecionados ter sido divulgada, sete realizadores pediram pela retirada de seus trabalhos da programação.

O motivo para a retirada é político. Os representantes justificam que se posicionam contra alguns outros filmes selecionados, pelo discurso partidário que estes representam. Ou seja: a posição é contra o documentário O Jardim das Aflições, a respeito de Olavo de Carvalho, e Real – O Plano por Trás da História, filme de Rodrigo Bittencourt que vai contar a história da criação do Plano Real.

Os filmes que devem ser removidos da programação são seis curtas e um longa, que estava na mostra competitiva. Os curtas são: Abissal (Arthur Leite), A Menina Só (Cíntia Domit Bittar), Baunilha (Leo Tabosa), Iluminadas (Gabi Saegesser), Não me Prometa Nada (Eva Randolph) e Vênus – Filó a Fadinha Lésbica (Sávio Leite). O longa metragem trata-se de O silêncio da Noite é que tem sido Testemunha das Minhas Amarguras, de Petrônio Lorena.

Abaixo, confira a carta divulgada pelos representantes dos filmes retirados. A nota foi enviada ao Jornal Diário do Nordeste, e posteriormente divulgada nas redes sociais.

10 de Maio de 2017

Nota sobre a retirada de filmes da programação do Cine PE 2017.

Decidimos tornar pública a decisão, conjunta, de retirar nossas obras da seleção do XXI Cine PE Festival Audiovisual, a ser realizado entre os dia 23 e 29 de maio de 2017, na cidade de Recife. Apenas no dia 08 de maio, através de veículos de imprensa, tomamos conhecimento da grade completa dos filmes que foram selecionados para o festival.

Constatamos que a escolha de alguns filmes para esta edição favorece um discurso partidário alinhado à direita conservadora e grupos que compactuaram e financiaram o golpe ao Estado democrático de direito ocorrido no Brasil em 2016. Para nós, isso deixa claro o posicionamento desta edição, ao qual não queremos estar atrelados.

Reconhecemos a importância do Cine PE Festival Audiovisual, do qual muitos de nós já participaram em edições anteriores. Esperamos poder participar de edições futuras e mais conscientes, condizentes com sua grandeza histórica e relevância para a formação de público do cinema brasileiro.

Assinam os representantes dos filmes abaixo listados:
“A Menina Só” – Santa Catarina
“Abissal” – Ceará
“Baunilha” – Pernambuco
“Iluminadas” – Pernambuco
“Não me Prometa Nada” – Rio de Janeiro
“O silêncio da Noite é que tem sido testemunha das minhas amarguras” – Pernambuco
“Vênus – Filó a fadinha lésbica” – Minas Gerais.

 

Laysa Zanetti

Comentários

comentários

Veja também