Carlos Lima
Hoje dia 18/11/2018 às 13:54:10

Cinema
Carlos Lima | Publicado em 04/07/2018 às 10:48:31

Cineasta acusado de abuso sexual

Cineasta acusado de abuso sexual

Promotoria chilena confirmou nesta terça-feira (3) que abriu uma investigação por suposto abuso sexual contra o diretor de cinema Nicolás López, após as denúncias de oito mulheres divulgadas em uma revista local.

As atrizes e modelos denunciantes relataram em uma reportagem na revista “Sábado” diferentes episódios de assédio e agressão sexual que López as teria submetido em castings, reuniões de trabalho e festas organizadas pelo cineasta.

“Esta manhã pediu à promotora-chefe de Las Condes (localidade a leste de Santiago) que abra de ofício uma ação criminal e que interroguem os feitos que foram denunciados na publicação”, declarou Manuel Guerra, promotor da região Metropolitana, em declarações divulgadas pelo jornal “La Tercera”.

A atriz Daniela Ginestar, uma das denunciantes, relatou na reportagem que, durante uma reunião com o cineasta em sua produtora, ele projetou uma gravação dele fazendo sexo e depois se masturbou na sua frente.

Segundo o promotor, “pelo que aparece na revista, existem dois casos que podem virar crime de abuso sexual, mas isso será determinado pela diligências que forem realizadas”.

Guerra explicou que a Promotoria irá assessorar as vítimas, cujo depoimento “será muito relevante no momento de determinar a configuração ou não do que for indagado”.

López, de 35 anos e com fortes ligações com membros de Hollywood, como o ator e diretor de “O albergue” Eli Roth, ganhou fama graças à trilogia “Qué pena tu vida” (2010), “Qué pena tu boda” (2011) e “Qué pena tu familia” (2013). Outra de suas obras é “Santos”, que estreou em 2008, protagonizada pelas estrelas espanholas Elsa Pataky e Javier Gutiérrez.

Após a explosão do escândalo, López pediu desculpas em um vídeo e negou ser um abusador, o que irritou ainda mais a denunciantes e os movimentos dos direitos da mulher. Nos últimos meses, o Chile tem sido cenário de uma onda feminista que tomou força com maciços protestos contra a violência e as desigualdades.

Em abril, a Justiça chilena abriu uma investigação com base em depoimentos de mulheres que denunciaram por abuso sexual o diretor Herval Abreu, conhecido como o “czar” das novelas chilenas.

G1

Comentários

comentários

Veja também