Carlos Lima
Hoje dia 20/09/2017 às 20:05:10

Cinema
Carlos Lima | Publicado em 07/07/2017 às 12:33:41

Homem-Aranha volta ao cinema renovado

Homem-Aranha volta ao cinema renovado Novo filme mostra herói confuso sobre seu lugar no mundo

Depois de fazer uma ponta em “Capitão América: Guerra Civil” (2016), o Homem-Aranha/Peter Parker interpretado pelo britânico Tom Holland ganha um filme solo. Sob a direção de Jon Watts, “Homem-Aranha: De Volta ao Lar” estreia nos cinemas nesta quinta-feira. E esta é a terceira vez que a indústria cinematográfica conta a história do herói em 15 anos.

A primeira trilogia, iniciada em 2002, tinha o personagem vivido por Tobey Maguire, sob direção de Sam Raimi. O último longa, de 2007, teve um final constrangedor. A segunda safra, “O Espetacular Homem-Aranha” (2012 e 2014), teve direção de Marc Webb e Andrew Garfield no papel principal.

Por isso, foi acertada a decisão deste novo filme, que marca a reinicialização da saga, de não contar novamente como o protagonista ganhou seus poderes especiais, visto que os fãs já assistiram à cena da aranha geneticamente modificada morder o estudante por duas vezes.

O longa-metragem começa quando Parker já passou por tudo isso, mas se sente confuso sobre o seu lugar no mundo: se continua defendendo os cidadãos do bairro de pequenos crimes ou se pode enfrentar desafios maiores.

Duas questões ficam claras nesta produção: uma é apresentar uma versão mais adolescente do herói, o que deve agradar o público desta faixa etária; e a outra é a incorporação do Homem-Aranha ao grupo dos demais heróis “Vingadores”.

Parker é um garoto de 15 anos que vive teclando em seu celular e fazendo vídeos.

Está de olho em uma colega da escola, mas é tímido para abordá-la. Seu melhor amigo é um nerd.

Como uma espécie de tutor, Tony Stark/Homem de Ferro (Robert Downey Jr.) é o elemento que liga o Homem-Aranha ao grupo dos Vingadores.

O objetivo do rapaz é, justamente, ser aceito na turma de elite. Para provar sua capacidade, o Homem-Aranha decide enfrentar sozinho o vilão Abutre (Michael Keaton), que usa elementos alienígenas para produzir armas.

Tom Holland convence no papel. A sua tia May agora é vivida por Marisa Tomei, um tanto inexpressiva aqui. Mas é aventura é divertida e foi bem atualizada.

O tom diferente das demais produções do Homem-Aranha aparece logo de cara, com Peter/Holland “realizando um filme dentro do filme”, documentando o início de seu estágio nas empresas de Tony Stark.

Quando esteve em São Paulo divulgando “De Volta ao Lar”, Tom Holland avaliou que tem “muita sorte” de estar a bordo dessa aventura, considerando os cinco filmes anteriores do herói.

“Não tenho vergonha de dizer que roubei alguma coisa de cada um deles. O meu é um garoto que ainda está aprendendo, e curtindo ser o Homem-Aranha. Não é cientista nem atleta, e está ansioso demais. Meu Homem-Aranha está em treinamento”, definiu o ator e dançarino.

O blockbuster entra no circuito para ser uma das grandes bilheterias do ano, enfrentando pesos pesados como “Mulher-Maravilha”.

A expectativa é tanta para ver o resultado de tudo isso na tela que a própria Sony considera o novo Homem-Aranha seu maior lançamento do ano, e espera faturar muito com a identificação do público jovem com mais essa etapa da saga de Peter Parker. Dica: espere o final dos créditos, que guarda duas “cenas-surpresa”.

Correio do povo

Comentários

comentários

Veja também