Carlos Lima
Hoje dia 17/10/2017 às 05:52:01

Cultura
Carlos Lima | Publicado em 02/05/2017 às 15:13:32

Michael Moore estreia monólogo na Broadway sobre ascensão de Donald Trump

Michael Moore estreia monólogo na Broadway sobre ascensão de Donald Trump Michael Moore estreia monólogo na Broadway para derrubar Donald Trump

O cineasta Michael Moore fará sua estreia no teatro com um monólogo que explora a ascensão do presidente Donald Trump nos Estados Unidos, anunciaram os produtores nesta segunda-feira. “The terms of my surrender” (“Os termos da minha rendição”, em tradução livre) tem estreia prevista para 28 de julho no Teatro Belasco, na Broadway.

O espetáculo foi descrito por seus produtores como um “um show de um homem só revigorante e subversivo que certamente levará as plateias por uma viagem aos Estados Unidos da Insanidade”.

O show busca explicar como Trump emergiu e “onde é melhor jantar antes de cruzar as montanhas com a família Von Trapp rumo ao Canadá”, prosseguiu o Teatro Belasco em um comunicado, em alusão ao musical “A Noviça Rebelde” e à fuga da família da Áustria sob domínio nazista. “Para derrubar um presidente é preciso um ato na Broadway”, acrescentou.

Moore, que começou sua carreira como jornalista na imprensa escrita, tornou-se célebre ao combinar um ferrenho ativismo de esquerda com comentários humorísticos pessoais em filmes como “Tiros em Columbine”, um mergulho na cultura das armas nos Estados Unidos, “Fahrenheit 9/11”, sobre a “guerra contra o terrorismo” declarada pelo ex-presidente George W. Bush.

Conhecido pela aparência desalinhada e pelo indefectível boné de beisebol, Moore mora em Michigan, seu estado natal. No ano passado, ele previu, com sucesso, que estados industriais do meio oeste, como o seu, inclinariam as eleições a favor de Trump em um momento em que a maioria dos analistas acreditava que o bilionário nova-iorquino do setor imobiliário não tinha chances perante Hillary Clinton.

PUBLICIDADE

“The Terms of My Surrender” tem direção de Michael Mayer, que colaborou com o grupo de punk rock Green Day em seu musical de forte conteúdo político “American Idiot” e ganhou um prêmio Tony pelo musical de rock de Duncan Sheik, “Spring Awakening.”

“Acho que o que o mundo precisa neste momento é de Michael Moore de pé em um palco da Broadway, compartilhando suas histórias desopilantes e sua perspectiva política incendiária, criando um tipo de diálogo que só pode ocorrer em um teatro”, disse Mayer em um comunicado.

A Broadway, no entanto, pode ser implacável com celebridades do mundo da música e do cinema, como aconteceu com o astro de rock Sting e a apresentadora de TV Rosie O’Donnell, cujas produções ao vivo não tiveram o desempenho esperado.

O Globo

Comentários

comentários

Veja também