Carlos Lima
Hoje dia 17/07/2018 às 11:14:08

Cultura
Carlos Lima | Publicado em 06/01/2018 às 11:25:20

Morre o jornalista e escritor Carlos Heitor Cony

Morre o jornalista e escritor Carlos Heitor Cony Carlos Heitor Cony começou a carreira de jornalista em 1952 no 'Jornal do Brasil'

Morreu às 23h10 desta sexta-feira (5), aos 91 anos, o jornalista e escritor Carlos Heitor Cony, por falência múltipla de órgãos. Ele estava no Hospital Samaritano, na Zona Sul do Rio de Janeiro, por problemas de intestino  desde o dia 26 de dezembro

Detalhes sobre enterro e velório ainda não foram divulgados.

Carlos Heitor Cony começou a carreira de jornalista em 1952 no Jornal do Brasil. Entre 1958 e 1960, colaborou no “Suplemento Dominical” do JB com contos, ensaios e traduções. Cony passou por diversos jornais como Correio da Manhã e Folha de S. Paulo e pela revista Manchete.

Em 1964, após o Golpe Militar, chegou a ser preso diversas vezes e se exilou na Europa e em Cuba. Cony escreveu diversos romances como “O ventre” (1958) e “Quase memória” (1995). Também foi autor de livros de crônicas, contos e novelas. Em 2000, Cony foi eleito membro da Academia Brasileira de Letras (ABL).

O jornalista e escritor nasceu no Rio de Janeiro, em 14 de março de 1926. Cony era casado com Beatriz Latja e tinha três filhos, Regina, Verônica e André.

O escritor Fabrício Carpinejar comentou sobre a morte do jornalista nas redes sociais. “‘Amanhã farei grandes coisas’, é assim que o jornalista Ernesto pai se despedia do seu filho Carlos Heitor Cony, na hora de dormir, depois de um dia de trabalho. Você fez grandes coisas, escritor Cony, maravilhosos romances, crônicas límpidas, assim você se despede da gente, com a esperança bem vivida.”

Jornal do Brasil

Comentários

comentários

Veja também