Carlos Lima
Hoje dia 16/07/2019 às 10:58:06

Curiosidades
Carlos Lima | Publicado em 13/03/2019 às 09:01:52

Apple deve anunciar seu aguardado streaming de filmes em 25 de março

Apple deve anunciar seu aguardado streaming de filmes em 25 de março © Fornecido por F451 Midia Ltda.

Apple anunciou hoje um evento a ser realizado ainda este mês, em 25 de março. O convite é intencionalmente vago e traz poucas informações além de data, hora e local — diz apenas que “É hora do show”. Informações, no entanto, apontam que o aguardado serviço de streaming da empresa deverá ser revelado.

O evento acontece no dia 25 de março, no Steve Jobs Theater, em Cupertino, na Califórnia, às 10h no horário local (14h no horário de Brasília). O convite confirma informações antecipadas no mês passado.

Na ocasião, a Bloomberg também disse que celebridades de Hollywood — como as atrizes Jennifer Aniston, Reese Witherspoon e Jennifer Garner, e o diretor J.J. Abrams — tinham sido convidadas para o lançamento.

Os quatro estariam trabalhando em projetos para o serviço de streaming da empresa de Cupertino. Garner e Abrams estariam fazendo uma série chamada My Glory Was I Had Such Friends, enquanto Aniston e Witherspoon estariam fazendo uma série dramática sobre um telejornal matinal.

A programação original da Apple, no entanto, já gerou críticas internas. De acordo com relatos do ano passado, a política da empresa de não entrar em polêmicas e manter uma imagem familiar estaria limitando várias produções e levando funcionários a chamar o serviço de “TV aberta com mensalidade cara”.

Verge lembra que a tagline “It’s show time” (“É hora do show”, em tradução livre) já foi usada em outro convite de evento da empresa. Em setembro de 2006, a Apple anunciou o aluguel e a venda de filmes pelo iTunes e lançou a iTV (que mais tarde seria rebatizada como Apple TV). Se serve como uma pista, é mais um indício de que teremos novidades da Apple envolvendo filmes e séries. O convite trazia, inclusive, uma animação de contagem regressiva bastante parecida com a de filmes antigos.

A guinada da Apple para serviços parece fazer sentido, levando em consideração algumas atitudes da empresa em relação a seus negócios.

No fim do ano passado, ela deixou de divulgar números de vendas de iPhones, iPads e Macs, no que foi lido como uma indicação de desempenho comercial fraco. Isso se confirmou quando os resultados financeiros do último trimestre de 2018 foram divulgados e mostraram queda nas receitas vindas de iPhones. Outras empresas também preveem um mercado mais competitivo para smartphones nos próximos anos. Os serviços da Apple, por outro lado, bateram recorde de receitas. Investir nisso, portanto, pode trazer mais dinheiro para a empresa.

A Apple já oferece um serviço de streaming de música, o Apple Music, e está fazendo um esforço (e contrariando suas próprias regras) para tentar trazer mais assinantes para ele. Além do streaming de vídeo, a empresa deve também criar uma assinatura de revistas e jornais digitais. No entanto, ela está enfrentando resistência das editoras e empresas de mídia por querer ficar com a metade do valor da assinatura.

Giovanni Santa Rosa

Comentários

comentários

Veja também