Carlos Lima
Hoje dia 12/12/2018 às 22:53:40

Curiosidades
Carlos Lima | Publicado em 22/04/2018 às 11:42:49

Cantor Netinho fala sobre retorno aos trios elétricos na Micareta de Feira de Santana

Cantor Netinho fala sobre retorno aos trios elétricos na Micareta de Feira de Santana Netinho tem liberação médica para fazer shows em trio elétrico desde o ano passado (Foto: Foto: Divulgação/Assessoria)

O dia 21 de abril de 2018 vai ficar marcado na história do cantor Netinho. Após enfrentar um grave problema de saúde, o artista se prepara para subir novamente em um trio elétrico. É a primeira vez que ele faz esse tipo de show desde que ficou doente, há cinco anos. A apresentação será feita neste sábado (21), na micareta de Feira de Santana, cidade que fica a cerca de 100 km de Salvador. Em entrevista, o artista falou sobre a expectativa para voltar a cantar em trios.

O desfile de Netinho está programado para sair às 21h45, no circuito Maneca Ferreira. A última vez que ele fez comandou foliões em trio foi no carnaval de 2013, no Rio de Janeiro. O artista de Santo Antônio de Jesus, cidade no recôncavo baiano, não esconde a ansiedade para puxar animar o folião pipoca.

“Estou sentindo como se fosse a primeira vez, como se fosse a primeira puxada de trio da minha carreira!”

Para ele, o trio elétrico tem um grande diferencial em relação ao palco porque proporciona um contato mais próximo com o público. “Está vindo uma galera de outras partes da Bahia, do Nordeste e do Rio de Janeiro, para sair junto comigo. Vai ser massa!”, afirma, com empolgação.

O cantor acrescenta que a banda está bem ensaiada e o repertório é composto principalmente por sucessos do axé music dos anos 90, tempos áureos da carreira dele.

Netinho conta que a voz dele ainda está em processo de recuperação, entretanto, garante estar pronto para encarar o desafio de desfilar durante três horas na micareta de Feira. “Eu já me sinto bem, embora ainda sofra tontura constante, em qualquer posição que eu esteja. Isso me dá um pouco de desequilíbrio, mas estou me cercando de todos os cuidados para não ter risco nenhum”, declara.

Ele ressalta que tem liberação médica para fazer apresentação em trio elétrico, que costuma ter duração mais longa que um show comum. Netinho detalha que a grande preocupação da equipe multiprofissional que o acompanha é para que não sofra pancada na cabeça.

“Fui operado três vezes na cabeça por causa dos AVCs que sofri. Não precisou abrir o crânio, pois o AVC atingu o cerebelo, na parte de trás da cabeça. Então, as cirurgias foram na cavidade da moleira e não foi fechada porque não se usa mais alumínio, ferro, acrílico, chapa, enfim, esses materiais, nesse tipo de procedimento”, explica.

Atualmente, a agenda de compromissos profissionais segue as possibilidades do artista, mediante autorização médica. Ele revela que desde o carnaval do ano passado já podia cantar em trio, mas preferiu se preservar um pouco mais. No carnaval deste ano, Netinho desistiu de participar da festa por falta de patrocínio.

Enquanto a voz ainda está em recuperação, aos 51 anos, Netinho mantém o bom preparo físico. Ele pratica musculação de segunda a sexta-feira, faz aulas de boxe duas vezes por semana e de funcional uma vez. O cantor relata que mudou completamente a vida nos últimos anos.

“Depois de tudo que passei, diminuí o ritmo e passei a cuidar mais da minha saúde e de mim mesmo.”

Netinho comenta que o trabalho artístico é muito desgastante, sob todos os aspectos. “No meu caso, o desgaste era multiplicado, porque além de cantar eu danço com balé no palco desde o início da banda Beijo”, acrescenta.

O cantor tem recebido muitas mensagens de apoio nas redes sociais, para o retorno aos trios elétricos, mas também de fãs preocupados com a saúde dele. “Não faço nada sem o consentimento dos meus médicos, podem ficar despreocupados. O povo me pede cuidado, mas eu estou bem e a minha missão é alegrar as pessoas. Então eu vou cantar enquanto tiver forças, seja em palco, trio, qualquer lugar”.

Histórico
Em 2013 Netinho foi internado pela primeira vez, quando iniciou uma sequência de idas e vindas aos hospitais. Ele perdeu mais de trinta quilos, sofreu três AVCs, perdeu a voz, encarou a depressão e acreditou que havia chegado no fim da vida. Assumiu os problemas causados pelo uso de anabolizantes, encarou uma maratona de tratamentos e resistiu. Netinho passou um ano sem cantar, por causa dos problemas de saúde e ainda é acompanhado por profissionais de saúde.

Netinho é um dos principaios nomes da música baiana (Foto: Foto: Divulgação/Assessoria)

Netinho é um dos principais nomes da música baiana (Foto: Foto: Divulgação/Assessoria)

Netinho começou a carreira artística aos 16 anos, cantando em bares da capital baiana. Na época, ele abandonou a faculdade de Engenharia Civil para se dedicar à música. Em 1986, estreou no carnaval de Salvador como cantor da banda Beijo e ganhou notoriedade nacional no mesmo ano com a música ‘Beijo na Boca’.

Em 1993, ele decidiu seguir carreira solo e em 1996 emplacou o sucesso ‘Mila’, um dos maiores hits do axé music, que foi regravada em quase dez línguas. Em 2003, após vender milhares de discos, o cantor deu uma parada e depois de três anos voltou ao cenário musical.

G1

Comentários

comentários

Veja também