Carlos Lima
Hoje dia 21/08/2019 às 10:16:32

Sergio Jones
Sérgio Jones | Publicado em 29/05/2019 às 10:34:13

Bolsonaro: capacho dos poderosos do Brasil e dos EUA/ Por Sérgio Jones*

Bolsonaro: capacho dos poderosos do Brasil e dos EUA/ Por Sérgio Jones* O GARANHÃO TRUMP E ARRANHADINHO BOZO

De acordo com observadores de plantão e todo uma gama de analistas políticos, além de ser do conhecimento de todos.

A cúpula dos bolsonaristas não passa um dia sem que não se cometa um atentado contra seu próprio patrimônio. É um governo autofágico que através de seu “líder” acaba gerando ações deletérias e irresponsáveis.

O que resulta na desconstrução perversa de seu círculo mais próximo, sendo o mais cruel que tais despreparos administrativos resultam no desmonte dos frágeis tecidos que revestem a sociedade brasileira, como um todo.

Neste processo de desmonte, deste governo bestial, os brasileiros, considerados como mais lúcidos, já identificaram o grave equívoco resultante do último pleito eleitoral.

Apresentamos o que acostumamos denominar de governo sanfona, devido aos sucessivos recuos em medidas adotadas pelo atual governo.

O que o descompensado Bolsonaro assina sentado, em seu gabinete, pela manhã, as mesmas decisões são revogadas à tarde.

O mais interessante é que os sucessivos equívocos históricos se repetem ao longo do tempo, nas mais variadas localidades e sociedades existentes no planeta. Em que, ao longo do tempo, foram destruídos imperadores, ditadores, presidentes.

O Brasil parece ser neste caso específico, uma exceção à regra. Por aqui aflora todo o tipo de políticos desvairados que, através de discursos demagógicos, acabam ascendendo ao poder.

A nossa, não tão gloriosa história, toda ela, sempre foi forjada de sucessivos erros pernósticos e grosseiros. Fala-se tanto em combater a endêmica corrupção que persiste em nossos anais históricos, desde do Brasil Colônia.

E o que temos como resposta emblemática a todos estes desmandos, registrados há mais de 500 anos?

Em pleno século XXI Os três porquinhos “ops”, quis dizer os três pimpolhos, da oligarquia Bolsonaro, continuam na sua senda ao cometer atos que atentam contra os sete pecados capitais, se não todos, pelo menos parte deles como: invejas, ira, preguiça e avareza.

O mais velho teve o sigilo bancário e fiscal quebrados.

O queridinho do papai, o 02, agora está torpedeando os ministros Onyx, Moro e Guedes, por questões meramente de ciúmes, ambos os ministros estão muito próximos ao pai dele.

E, finalmente, o 03 que nos seus constantes momentos de insanidades adiantou que o Brasil deveria ter sua bomba atômica para ser levado mais a sério.

Mesmo portador deste artefato atômico, atrevo-me a dizer que Brasil não poderia e nem pode ser levado a sério, com o governo desajustado que tenta, de forma patética, comandar os destinos de uma nação do porte do Brasil.

Finalmente faço minhas as palavras escritas pelo eminente sociólogo Jesse de Souza, recentemente em seu twitter: “

O fundamento do bolsonarismo e de sua base social na baixa classe média branca é o seu ‘racismo prático’ travestido de discurso moral; o projeto é matar negros e pobres e/ou deixá-los sem chances de educação. Sádico com o vulnerável e capacho de poderosos no Brasil e nos EUA”.

Sérgio Jones, jornalista (sergiojones@live.com)

Comentários

comentários

Veja também