Carlos Lima
Hoje dia 17/10/2018 às 07:47:39

Religião
Carlos Lima | Publicado em 05/10/2018 às 16:23:01

“Carta de Deus” de Einstein vai a leilão e pode ser arrematada por até US$1,5 mi

“Carta de Deus” de Einstein vai a leilão e pode ser arrematada por até US$1,5 mi Carta manuscrita do físico vencedor do Nobel Albert Einstein sobre religião e fé, em foto divulgada pela Christie's em 04/10/2018 Christie's Images 2018/Divulgação via Reuters

Uma carta manuscrita na qual o físico vencedor do Nobel Albert Einstein aborda o conceito de religião e sua própria fé judaica deve arrecadar até 1,5 milhão de dólares em leilão em Nova York.

A casa de leilões Christie’s disse na quinta-feira que a chamada “Carta de Deus”, escrita por Einstein em 1954, será colocada para exibição ao público em San Francisco e Nova York antes do leilão de 4 de dezembro.

A carta de uma página e meia, escrita em alemão para o filósofo Eric Gutkind, é vista como um manuscrito fundamental no debate sobre ciência e religião, e é a declaração mais clara de Einstein sobre a sua visão quanto à busca universal do sentido da vida.

O cientista e filósofo escreveu a correspondência um ano antes de sua morte em 1955, e ela está sendo vendida por um colecionador independente.

“A palavra Deus para mim é nada mais que a expressão e produto da fraqueza humana, a Bíblia uma coleção de veneráveis, mas ainda primitivas lendas. Nenhuma interpretação, independentemente de quão sútil, pode (para mim) mudar algo sobre isso”, escreveu Einstein.

Einstein não excluiu o judaísmo, dizendo que ele admirava e amava o seu povo, mas que não acreditava que eles eram escolhidos acima de outros.

“Para mim, a religião judaica, como todas as outras religiões, é uma encarnação da superstição mais infantil”, escreveu, acrescentando: “Eu não consigo ver nada ‘escolhido’ sobre eles”.

 Por Jill Sergeant

Comentários

comentários

Veja também