Curiosa fauna de dinossauros carnívoros é encontrada na Patagônia

© AP Photo / Mary Altaffer

A província argentina de Río Negro era o habitat de numerosas espécies de dinossauros carnívoros como o Tralkasaurus cuyi, cujos fósseis foram descobertos por uma equipe de paleontólogos.

O novo dinossauro carnívoro, encontrado na região norte da Patagônia argentina, é um dos menores do tipo encontrados até o momento no mundo. O nome Tralkasaurus significa “réptil do trovão”, na língua mapuche, e cuyi faz referência ao lugar em que se encontra: no planalto do El Cuy.

“É difícil encontrar novas espécies e tivemos a sorte de encontrar várias em uma mesma expedição, entre elas o Tralkasaurus. Possuímos várias vértebras, costelas, pedaços do quadril e um osso do focinho que contém os dentes, permitindo reconhecer se tratar de uma espécie nova”, disse o paleontólogo Federico Agnolin, pesquisador do CONICET e do Museu de Ciências Naturais da Argentina, à Sputnik Mundo.

Esta espécie pertence a uma família de dinossauros carnívoros, chamada abelissauro, que se caracterizam por ter membros superiores muito curtos e “totalmente inúteis”, corpo compacto, pele grossa coberta de tubérculos e chifres para golpear outros dinossauros. Ainda que pudessem medir entre sete e nove metros de comprimento, o Tralkasaurus apenas media quatro metros.

“A área onde foi encontrado o Tralkasaurus é especial porque está repleta de carnívoros, mais do que em qualquer outro lugar. Já existem três espécies identificadas e encontramos fósseis de várias menores, que ainda não possuem nome. É uma fauna rara com muitos carnívoros e poucos herbívoros que ainda devemos estudar e entender”, agregou Agnolin.

Pesquisador Mauricio Cerroni segura vértebra do dinossauro 'Tralkasaurus cuyi'
© FOTO / GENTILEZA LABORATORIO DE ANATOMÍA COMPARADA Pesquisador Mauricio Cerroni segura vértebra do dinossauro ‘Tralkasaurus cuyi’

Acredita-se que esta região do noroeste da província de Río Negro era uma espécie de “savana africana” há 90 milhões de anos, com mais água que atualmente, já que também encontraram peixes e tartarugas.

Sputnik

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

OUTRAS NOTÍCIAS