Hubble fotografa inacreditável Medusa no espaço

© flickr.com/ NASA Goddard Space Flight Center

O telescópio Hubble captou uma imagem incrível de uma galáxia conhecida como a fusão da Medusa.

A galáxia oficialmente chamada de NGC 4194, na verdade é uma galáxia dupla que está se fundindo na constelação da Ursa Maior.

A colisão entre as duas galáxias deverá ocorrer entre a Via Láctea e a galáxia de Andrômeda daqui a aproximadamente 4 bilhões de anos, segundo a NASA.

As galáxias colidem quando interagem entre si. Assim, podemos dizer que uma grande interação é a colisão galáctica, que pode provocar uma fusão de galáxias.

Fusão da galáxia dupla NGC 4194, conhecida como fusão da Medusa, captada pelo Hubble
© FOTO/ ESA/HUBBLE & NASA, A. ADAMO Fusão da galáxia dupla NGC 4194, conhecida como fusão da Medusa, captada pelo Hubble
No caso, a fusão da Medusa localiza-se a aproximadamente 130 milhões de anos-luz, e deve ter começado pelo consumo de um sistema menor, rico em gás, que estava próximo o bastante.

Dessa maneira, ocorreu a interação que, por sua vez, lançou fluxos de estrelas e poeira para o espaço, resultando em algo semelhante às cobras de uma Medusa da mitologia grega.

No centro da formação está o olho da Medusa, uma região de alta atividade de formação estelar, com 500 anos-luz de diâmetro.

Sendo uma área de alta concentração de gás, ocorre uma explosão de formação estelar, resultando em um forte brilho que contrasta com o fundo cósmico escurecido.

Sputnik

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

OUTRAS NOTÍCIAS