Carlos Lima
Hoje dia 09/04/2020 às 19:53:58

Feira de Santana
Carlos Lima | Publicado em 26/03/2020 às 16:40:18

Intimidados pelo Covid-19 o ex-prefeito José Ronaldo e sua patota adiam reunião/ Sérgio Jones *

Intimidados pelo Covid-19 o ex-prefeito José Ronaldo e sua patota adiam reunião/ Sérgio Jones * Ex prefeito José Ronaldo

Nem tudo está perdido e nada é totalmente ruim que não possa ser piorado. Recentemente o coronavírus prestou um grande serviço para a população feirense, por mais estranho que possa parecer. Eu explico. Com receio de contrair germe patogênicos em seus respectivos organismos e se prevenir da infecção, políticos feirenses resolveram não realizar reunião que estava agendada para acontecer na noite dessa quarta-feira (24).

Os membros que se fariam presentes, denominados pelo povo como galera do mal, eram os vereadores da base e o prefeito Colbert Martins, além é óbvio do ex-prefeito José Ronaldo. O encontro teria como finalidade estabelecer e discutir “estratégias” para o futuro enfrentamento nas urnas em outubro.

O termo discutir é um eufemismo, pois todos recebem ordem unidas, do cacique político José Ronaldo. Na condição de maestro, dessa orquestra política desafinada, com sua vasta experiência em intoxicar as consciências populares o ex-prefeito vai tentar, mais uma vez, manter a sua hegemonia junto aos podres poderes, que já se estende por mais de duas décadas.

Mas é justamente, nesse momento crucial, que a pandemia exerceu o seu poder maior, impedir temporariamente que tal fato ocorresse, o que obrigou o seu adiamento.

A informação e o argumento utilizado pelos seus áulicos de plantão é que a interrupção aconteceu em função do ex-prefeito José Ronaldo se encontrar recolhido, como sentencia o velho e bom adágio popular, quem tem… tem medo. Diante do imprevisto, o encontro deverá acontecer na próxima semana, mas sem definição de data.

O que significa afirmar que a articulação do mal foi adiada por tempo indeterminado. E até o próximo encontro, muita coisa ou nada pode acontecer, só nos resta aguardar o seu desfecho. Qualquer que seja ele, nada de bom trará ao povo.

O mesmo continua na indigência social que são relegados pelos seus pseudos representantes, enquanto os velhos nababos continuarão mamando nas tetas do erário. Que tem se mostrado muito generosas para com eles, enquanto a população vê fenecer as suas esperanças no tempo.

Sérgio Jones, jornalista (sergiojones@live.com)

Comentários

comentários

Veja também