Carlos Lima
Hoje dia 22/01/2019 às 06:44:43

Sergio Jones
Sérgio Jones | Publicado em 02/01/2019 às 09:09:14

Justiça está prestes a depenar a águia careca da política feirense/ Por Sérgio Jones*

Justiça está prestes a depenar a águia careca da política feirense/ Por Sérgio Jones*

A atuação da organização criminosa estruturada através da Cooperativa de Trabalho Ltda. (COOFSAÚDE), que participava de licitações voltadas à terceirização de mão de obra no âmbito da Secretaria de Municipal de Saúde de Feira de Santana, com superfaturamento de contratos, fraudes à licitação, ilegalidade na intermediação da mão de obra na área da saúde e superfaturamento dos serviços públicos prestados, foram investigados pelo Ministério Público.

Dando origem a operação intitulada Pityocampa que decretou a prisão preventiva de 9 dos 10 presos, até o presente momento.

A ação promovida pela justiça já começa a tirar o sono de muitos políticos desonestos, que antes era considerado como grandes lideranças.

A casa começa a cair. Dizem que justiça lenta não é justiça, mas no caso específico de Feira de Santana, ao que tudo indica, ela tarda, mas não falha.

Já é fato e do conhecimento de todos que o braço longo da justiça vai alcançar a águia careca da política feirense.

Um dos principais capo da organização criminosa que se locupletou financeiramente das mais diversas formas, a começar pela coleta de verbas para campanha política.

A contra – partida da justiça vem provocando efeitos colaterais no seio dos meliantes que se encontram em completo desespero existencial, diante da possibilidade, concreta, de ocupar vagas nas dependências do presídio do município.

Há quem afirme que a sujeira atinge não somente membros do executivo, mas também do legislativo.

A promessa de delação premiada feita pelos parceiros de crimes que já se encontram atrás das barras da justiça. Está fazendo com que os envolvidos comecem a participarem de terapias coletivas intensivas, se auto medicarem com remédios de tarja preta, para que possam conciliar o sono dos injustos.

Também tem se verificado aumento de vendas de todo tipo de ansiolíticos existentes nas principais farmácias e drogarias da cidade. Em uma tentativa pífia para lidar com a nova realidade a ser enfrentada, que pelo soprar dos ventos, não parece nada promissora.

Desejo a estes farsantes e criminosos uma punição à altura dos crimes hediondos cometidos contra a humanidade, que deve ter ceifados muitas vidas devido à falta de remédios e médicos nos postos de saúde. Que eles apodreçam nas masmorras das prisões infectas, existentes pelo país.

Sérgio Jones, jornalista (sergiojones@live.com)

Comentários

comentários

Veja também