Observações finais revelam presença inédita de água no 2º cometa interestelar

Observações finais revelam presença inédita de água no 2º cometa interestelar. Foto: CC BY 4.0 / NASA, ESA, D. Jewitt (UCLA) / Comet 2I/Borisov

As últimas revisões de imagens espectrais do recém-descoberto cometa interestelar 2I/Borisov tornaram possível a primeira detecção de água no corpo celeste.

Pesquisadores norte-americanos divulgaram uma montagem de imagens de alta resolução onde um marcador chave da presença de água poderia ser detectado.

Trata-se de emissões de oxigênio acompanhando suas ejeções de gás, informou um artigo publicado pela ArXiv.

De acordo com a IFLScience, estas observações permitiram estabelecer que o cometa libera bilhões de toneladas de água por segundo.

Cometa ativo

Observações anteriores tinham detectado conclusivamente a presença de cianeto. A relação entre a quantidade de cianeto e a liberação de água é de aproximadamente 3 a 9 partes por mil. Este intervalo se afasta da média de um “cometa típico” e dirige-se para um ligeiramente mais ativo.

O corpo celeste foi detectado em 30 de agosto pelo astrônomo amador Gennady Borisov, residente da Crimeia (Rússia), com a ajuda de um telescópio de 0,65 metro de diâmetro de fabricação própria.

Este cometa é o segundo objeto interestelar descoberto na história, depois do asteroide conhecido como Oumuamua, que foi avistado em 2017.

Cometa Borisov
Cometa Borisov. Foto: © FOTO/ OBSERVATÓRIO GEMINI /NSF/AURA

Segundo cientistas, a observação de objetos interestelares oferece uma oportunidade rara de estudar sistemas distantes.

Sputnik

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

OUTRAS NOTÍCIAS