Carlos Lima
Hoje dia 20/09/2019 às 03:04:21

Ciências
Carlos Lima | Publicado em 29/10/2015 às 15:08:07

Os recordes da Petrobras, a “incompetente”. Vídeo mostra como foram alcançados

Os recordes da Petrobras, a “incompetente”. Vídeo mostra como foram alcançados Mapa de produção

Vejamos trechos da palestra da Diretora de Exploração e Produção da Petrobras, Solange Guedes, em palestra na Offshore Technology Conference Brasil, que acontece no Rio de Janeiro:

– a produção de petróleo no pré-sal triplicou em 30 meses. Isso dá um crescimento médio de 3,73% a cada mês, dificilmente registrado em qualquer atividade econômica.

– O índice de eficiência da exploração naquela área atingiu um índice  de 92,4 %, ou seja: em relação a metas definidas como 100 em custos e prazos, chegou-se a 92,4.

– Um destes indicadores: o tempo de perfuração dos poços – no total, entre água, rocha e camada de sal, alcançam 7 mil metros – diminui de 57$. Ou seja, se um poço gastava 100 dias para  ser perfurado e completado, hoje leva 43. E um dia, na perfuração de um poço em águas ultraprofundas, custa bem mais de meio milhão de dólares, entre aluguel da sonda (entre 400 e 500 mil dólares, em geral), pessoal e a caríssima logística de levar equipamentos  e suprimentos por mar e ar a torres situadas a 200 ou 300 km da costa.

– Isso, portanto, permitiu uma economia de US$ 1,77 bilhões (R$ 7,5 bi) na perfuração dos poços do pré-sal e,com a eficiência em sua operação, baixaram o custo de extração para US$ 9 dólares por barril, contra uma média de US$ 15 de outras grandes companhias petroleiras.

Este último dado é  essencial dentro do modelo de partilha.

É que o custo de produção é debitado do preço do barril extraído antes de partilhar quanto dele será dividido entre o Governo Brasileiro e o concessionário, Menor custo, maior o valor restante a ser partilhado, maior a parcel do Governo.

Uma diferença de seis dólares, com o preço do barril em torno dos 50 dólares, significa um ganho de 12% com essa redução de custos.

Abaixo, posto um pequeno vídeo sobre as conquistas tecnológicas da Petrobras que permitiram este milagre de eficiência.

FERNANDO BRITO

Comentários

comentários

Veja também