Carlos Lima
Hoje dia 22/11/2017 às 11:23:01

Religião
Carlos Lima | Publicado em 13/05/2017 às 11:38:25

Papa Francisco canoniza dois pastorinhos de Fátima neste sábado

Papa Francisco canoniza dois pastorinhos de Fátima neste sábado Canonização ocorreu em igreja erguida em memória dos jovens em missa celebrada para milhares de pessoas

O papa Francisco rezou “pela concórdia entre todos os povos” na Capela das Aparições da virgem de Fátima. A visita do Pontífice ao santuário português coincide com o centenário das aparições aos pastorzinhos Francisco, Jacinta e Lúcia. Os dois primeiros serão canonizados neste domingo.

É uma viagem-relâmpago, de apenas 24 horas, sem passar por Lisboa, sem reuniões com políticos, o que se chama de visita pastoral. “O papa Francisco chega como peregrino”, repete António Marto, o bispo de Leiria e Fátima e responsável pela organização da visita, que obrigou as autoridades a restabelecerem o controle fronteiriço por quatro dias, a fecharem o espaço aéreo e a blindarem os acessos ao santuário e às aldeias vizinhas.

O papa Francisco canonizou neste sábado (13) os pastorinhos de Fátima, Jacinta e Francisco, em missa celebrada na cidade portuguesa para milhares de pessoas. Com isso, eles se tornaram os mais jovens santos da Igreja Católica na história.

Jorge Mario Bergoglio leu a fórmula canônica que inscreve os dois no registro dos santos católicos em frente ao santuário que lembra as aparições de Nossa Senhora iniciadas no dia 13 de maio de 1919, as quais foram presenciadas também pela prima deles, Lucia. Os dois pastorinhos foram beatificados pelo então papa João Paulo II, em 13 de maio de 2000, e a canonização precisava ainda da comprovação de um milagre, fato que ocorreu em 23 de março deste ano.

O milagre dos pastorinhos ocorreu no menino brasileiro Lucas Baptista, que foi “milagrosamente” curado após uma queda de 6,5 metros de altura, em 2013. O paranaense teve duas paradas cardíacas e uma grande perda de massa encefálica. O menino não tem nenhum tipo de lesão por conta do grave acidente. Os pais e o menino Lucas estão presentes na missa celebrada por Francisco neste sábado em Fátima. Ao lado de Lucia, eles assistiram as supostas aparições da Virgem Maria em 1917, reconhecidas pela Igreja Católica oficialmente em 1930.

Francisco e Jacinta morreram, respectivamente, em 1919, aos 10 anos, e em 1920, aos nove. Já Lucia se tornou freira e viveu até 2005, aos 97 anos, mas seu processo de beatificação ainda está na fase diocesana. (ANSA)

PAZ MUNDIAL Aclamado por milhares de peregrinos eufóricos, o papa Francisco rezou pela paz mundial nesta sexta-feira, no santuário português de Fátima, onde comemora o centenário das aparições da Virgem Maria aos três pastores. O pontífice argentino chegou ao local de devoção popular a bordo de um helicóptero militar português, que sobrevoou algumas vezes o santuário mariano, no centro de Portugal, alegrando a maré de fiéis de todas as partes do mundo.

Aterrissou no estádio municipal de Fátima, para depois percorrer, de papamóvel, os cinco quilômetros até a Basílica de Nossa Senhora de Fátima. Em sua passagem, foi saudado por milhares de pessoas que lhe jogavam flores. Aos pés da imponente basílica, o papa rezou em silêncio durante dez minutos em frente à imagem da Virgem na Capela das Aparições, construída no local onde, segundo a crença católica, a mãe de Jesus apareceu pela primeira vez, em 13 de maio de 1917, aos três jovens pastores deste humilde povoado. Depois, dirigiu-se à multidão em uma oração que pediu “ao mundo a concórdia entre todos os povos”.

O papa argentino, que professa uma intensa devoção à Virgem Maria e aprecia a vitalidade da piedade popular que pôde ver de perto entre os mais humildes na América Latina, ficou menos de 24 horas em Fátima. A expectativa é que seja assistido por pelo menos um milhão de pessoas. O ponto alto de sua visita será hoje, coincidindo com o centenário das primeiras aparições marianas aos três pastores: Francisco e sua irmã Jacinta, mortos muito jovens pela gripe espanhola, serão declarados santos pelo pontífice em uma missa de canonização.

Nossa Senhora de Fátima teria aparecido em seis ocasiões, entre maio e outubro de 1917, aos dois irmãos e a sua prima Lúcia, a quem revelou três “segredos” que a Igreja Católica considerou como proféticos da história do século 20. Dois “milagres” são atribuídos a Francisco e Jacinta, o último deles em 2013: a rápida cura sem explicação aparente de um jovem brasileiro que, aos 5 anos, sofreu uma grave queda que provocou um traumatismo craniano. Depois que seus pais invocaram os pastores, segundo contaram em Fátima, Lucas se curou rapidamente.

Para garantir a segurança do papa e a grande concentração de peregrinos, as autoridades portuguesas disponibilizaram um enorme contingente de segurança no santuário, mobilizando seis mil agentes. Os venezuelanos aproveitaram para pedir à Virgem de Fátima paz em seu país, onde seis semanas de protestos contra o governo já deixaram 38 mortos.

ANSA

 

Comentários

comentários

Veja também