Carlos Lima
Hoje dia 21/11/2017 às 23:05:34

Religião
Carlos Lima | Publicado em 19/06/2017 às 16:55:34

Suspeito de atropelar fiéis em frente a mesquita em Londres é identificado pela imprensa

Suspeito de atropelar fiéis em frente a mesquita em Londres é identificado pela imprensa Premiê Theresa May diz que incidente, perto de mesquita no norte da cidade, é tratado como 'possível ataque terrorista'; homem que avançou sobre pedestres com van foi detido pelo público.

O suspeito de ter atropelado na madrugada desta segunda-feira (19) um grupo de fiéis em frente à mesquita de Finsbury Park, em Londres, foi identificado como Darren Osborne, de 47 anos, que mora na região de Cardiff, no País de Gales,ao jornal “The Guardian”.

O atropelamento, classificado pelas autoridades britânicas como ataque terrorista, matou uma pessoa e deixou dez feridas, duas delas com gravidade.

O suspeito, pai de quatro filhos, foi detido por diversas pessoas que estavam no local e levado pela polícia, que o acusou formalmente de crimes relacionados com a execução, preparação e instigação de atos terroristas.

As forças de segurança fizeram uma operação de busca e apreensão perto de Cardiff e confirmaram a prisão de um homem de 47 anos suspeito de ter cometido o crime, além de terem pedido a colaboração de testemunhas que possam contribuir com informações sobre o caso.

Moradores de Pentwyn, no nordeste da capital galesa, se mostraram surpresos ao reconhecer Osborne nas imagens do homem detido em Londres.

“Eu o conheço. Vivo aqui há cinco anos e ele já estava aqui quando cheguei. Se eu tivesse precisado de alguma coisa, ele teria me ajudado. Não posso acreditar que fez isso. Sou muçulmano”, afirmou Saleem Naema, taxista de 50 anos.

Algumas das pessoas que estavam no local contaram que o criminoso gritou que iria “matar todos os muçulmanos” antes de ser rendido no chão.

Mohammed Mohmoud, imã da mesquita londrina, disse que ele e um grupo de fiéis evitaram que o suspeito fosse espancado pela multidão após o ataque, enquanto esperavam que a polícia chegasse.

O subcomandante Neil Basu, da Polícia Metropolitana de Londres, afirmou que todas as vítimas do ataque são muçulmanos e que mais patrulhas serão disponibilizadas para proteger os fiéis que celebram o mês sagrado do Ramadã.

BBC

Comentários

comentários

Veja também