Carlos Lima
Hoje dia 21/09/2018 às 21:41:04

Economia
Carlos Lima | Publicado em 12/12/2016 às 16:25:44

O presente de Natal aos operários navais: estaleiro demitiu hoje 3,2 mil

O presente de Natal aos operários navais: estaleiro demitiu hoje 3,2 mil 3.200 trabalhadores demitidos

O presente de Natal da “nova” Petrobras, de Pedro Parente, agora sem conteúdo nacional no que restar de plataformas de petróleo, narrado pela Rádio Gaúcha:

De uma promessa de pujança na economia do Rio Grande do Sul para milhares de demissões anunciadas em um único dia.

A semana começou com a confirmação da demissão de 3,2 mil trabalhadores da Ecovix, dona de um complexo de estaleiros de Rio Grande: Ecovix demite 3,2 mil trabalhadores em estaleiro de Rio Grande.

– Chegamos a ter 18 mil no melhor momento do Polo Naval.

Hoje, o município fica praticamente sem empregos no setor naval. – lamenta o presidente da Câmara de Comércio de Rio Grande, Torquato Pontes.

As empresas mantêm algumas centenas de empregos apenas. São da área de manutenção e administrativa, em geral.

E a previsão? Pontes nem se arrisca:

– Só posso comentar fatos. Nem se faz mais previsão.

Vice-presidente e representante da Associação Gaúcha para Desenvolvimento do Varejo, Gilberto Sequeira desabafa:

– Não pode ser pior. Uma notícia dessa no fim do ano… Estava melhorando, as coisas estavam se acertando. Os preços voltando à realidade. E agora essa notícia. Pessoal está desesperado.

O presidente do sindicato dos trabalhadores, Benito Gonçalves, afirmou:

-Acabaram com a gente. Estão acabando com o sonho do brasileiro. A única forma que tem de ser decente é ter trabalho e pagar as contas. Agora, nem isso.

Quem ouviu a repórter da rádio dar ao vivo a notícia da demissão de 3.200 trabalhadores de uma só tacada, conta que Karoline Avila começou a chorar.

Todos nós, Karoline, todos nós.

Não existia nenhuma possibilidade de ocorrer tal situação, mas o governo Temer está sucatando a Petrobrás e entregando o país, será que não está sendo vendido a preço de banana.

Precisamos reagir a tudo isso.

Fernando Brito

Comentários

comentários

Veja também