Carlos Lima
Hoje dia 06/04/2020 às 14:33:05

Economia
Carlos Lima | Publicado em 28/02/2020 às 11:53:38

Os empresários do Brasil 200 que apoiam o golpe convocado por Bolsonaro

Os empresários do Brasil 200 que apoiam o golpe convocado por Bolsonaro Grupo Brasil 200

Empresários do grupo Brasil 200 usam sua influência e dinheiro para financiar ataques contra o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM), e apoiar os atos convocados por Jair Bolsonaro contra o Congresso Nacional previstos para o próximo dia 15.

O grupo é o mesmo que, em dezembro de 2018, lançou o projeto “Empregue Mais Um” para estimular a criação de vagas e turbinar o início do governo Bolsonaro.

Os empresários também atuaram ao longo do primeiro ano do governo Bolsonaro em prol de pautas liberais, como a reforma da Previdência.

No começo do ano passado, o grupo chegou a abrir um escritório em Brasília e contratar 12 lobistas para atuar em prol da reforma.

O grupo é liderado por Gabriel Rocha Kanner, sobrinho do empresário Flávio Rocha, e por Helcio Honda, advogado da Fiesp e de Paulo Skaf.

Juntas, as empresas do Brasil 200 faturam mais de R$ 40 bilhões.

Também integram o Brasil 200 Luciano Hang (Havan),

Sebastião Bonfim (Centauro),

João Apolinário (Polishop),

Washington Cinel (Gocil),

Edgar Corona (Smart Fit e Bio Ritmo),

Cris Arcangell (Beauty’in e Shark Tank Brasil),

Marcelo Pessoa (Galápagos Capital Gestora de Fundos),

Afrânio Barreira (Coco Bambu) e Marcelo Braga (BNZ e Instituto Eu Amo o Brasil).

 

Comentários

comentários

Veja também