Carlos Lima
Hoje dia 20/07/2019 às 13:25:34

Educação
Carlos Lima | Publicado em 24/04/2019 às 12:16:49

Seis equipes brasileiras ganham prêmios em campeonato mundial de robótica

Seis equipes brasileiras ganham prêmios em campeonato mundial de robótica Equipe Geartech Canaã, de Goiânia, que foi finalista do Prêmio de Motivação na First Tech Challenge, competição mundial de robótica que aconteceu em Houston entre 17 e 20 de abril — Foto: Aerton Guimarães/CNI

Seis das dez equipes brasileiras que participaram do First Championship, na semana passada nos Estados Unidos, trouxeram para casa pelo menos um prêmio. O torneio é considerado uma das principais competições acadêmicas para estudantes na área de robótica, e divide os participantes em quatro categorias.

Segundo a Conferação Nacional da Indústria (CNI), o Brasil participou em três dessas categorias, com dez equipes e um total de 106 estudantes.

Das dez equipes, oito são formadas por alunos do Serviço Social da Indústria (Sesi) e do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai). As seguintes cidades tiveram representantes do Sesi e/ou Senai classificados para o torneio internacional: São Paulo, Goiânia, Blumenau e Concórdia (SC), Americana, Araras, Bauru e Jundiaí (SP).

As outras duas equipes foram formadas, respectivamente, por alunos de uma escola particular de Novo Hamburgo (RS) e de escolas públicas de Taubaté (SP).

No total, cerca de 15 mil estudantes de 74 países participaram do campeonato, que aconteceu entre 17 e 20 de abril em Houston, nos Estados Unidos.

A etapa nacional, que deu vaga ao torneio mundial, aconteceu em março no Rio.

Maior torneio de robótica do Brasil reúne mais de mil estudantes no Rio

Maior torneio de robótica do Brasil reúne mais de mil estudantes no Rio

Prêmios do Brasil

Na categoria First Robotics Championship (FRC), considerada a principal do torneio, participaram 400 equipes, incluindo quatro do Brasil: a Under Control (de Novo Hamburgo), a Taubatexas (de Taubaté), a Octopus (de Bauru) e a Robonáticos (de São Paulo).

O desafio dos estudantes era projetar robôs industriais de até 56 quilos. Um dos prêmios da categoria, chamado de Rookie All Star, é entregue todos os anos a equipes que participam pela primeira vez e se destacam na competição.

Nesta edição, três equipes foram premiadas, sendo que duas delas são brasileiras: a Octopus e a Robonáticos. A terceira foi a equipe Avengers, dos Estados Unidos.

Já na categoria First Tech Challenge (FTC), o Brasil foi representado pela equipe Geartech Canaã, de Goiânia, que foi uma das seis finalistas do Prêmio de Motivação, segundo a CNI.

Na categoria First Lego League (FLL), participaram 108 equipes, dentre elas cinco brasileiras: a Techmaker (de Blumenau), a Red Rabbit (de Americana), a Jedi’s (de Jundiaí), a Los Atômicos (Araras) e a AgroRobots (Concórdia). Dessas, três conquistaram prêmios.

A Techmaker ficou em primeiro lugar no Prêmio de Profissionalismo e Graça, enquanto a Jedi’s ficou em 2º lugar no Prêmio Estratégia e Inovação.

Já a Red Rabbit, que em 2018 ficou na primeira colocação geral da competição, dessa vez levou o 1º lugar no Prêmio Design de Robô.

Equipe Robonáticos #7565, de São Paulo, durante a First Robotics Competition, na qual recebeu o Prêmio Rookie All Star — Foto: Aerton Guimarães/CNI

Equipe Robonáticos #7565, de São Paulo, durante a First Robotics Competition, na qual recebeu o Prêmio Rookie All Star — Foto: Aerton Guimarães/CNI

Equipe Octopus, de Bauru, vencedora do Prêmio Rookie All Star no First Robotics Championship 2019 — Foto: Aerton Guimarães/CNI

Equipe Octopus, de Bauru, vencedora do Prêmio Rookie All Star no First Robotics Championship 2019 — Foto: Aerton Guimarães/CNI

Equipe Jedi's, de Jundiaí (SP), 2º lugar no Prêmio Estratégia e Inovação — Foto: Aerton Guimarães/CNI

Equipe Jedi’s, de Jundiaí (SP), 2º lugar no Prêmio Estratégia e Inovação — Foto: Aerton Guimarães/CNI

Equipe Red Rabbit, de Americana (SP), 1º lugar do Prêmio Design de Robô — Foto: Aerton Guimarães/CNI

Equipe Red Rabbit, de Americana (SP), 1º lugar do Prêmio Design de Robô — Foto: Aerton Guimarães/CNI

Equipe TechMaker, de Blumenau (SC), 1º lugar no Prêmio Profissionalismo e Graça — Foto: Aerton Guimarães/CNI

Equipe TechMaker, de Blumenau (SC), 1º lugar no Prêmio Profissionalismo e Graça — Foto: Aerton Guimarães/CNI

Equipe Under Control, de Novo Hamburgo (RS) — Foto: Aerton Guimarães/CNI

Equipe Under Control, de Novo Hamburgo (RS) — Foto: Aerton Guimarães/CNI

Equipe Agrorobots, de Concórdia (SC) — Foto: Aerton Guimarães/CNI

Equipe Agrorobots, de Concórdia (SC) — Foto: Aerton Guimarães/CNI

Parte da equipe Los Atômicos, de Araras (SP), durante competição da First Lego League, em Houston — Foto: Aerton Guimarães/CNI

Parte da equipe Los Atômicos, de Araras (SP), durante competição da First Lego League, em Houston — Foto: Aerton Guimarães/CNI

 

 

Equipe Taubatexas, de Taubaté, durante a First Robotics Competition, em Houston — Foto: Aerton Guimarães/CNI

Equipe Taubatexas, de Taubaté, durante a First Robotics Competition, em Houston — Foto: Aerton Guimarães/CNI

G1

Comentários

comentários

Veja também