Carlos Lima
Hoje dia 17/08/2018 às 20:36:00

Esportes
Carlos Lima | Publicado em 12/04/2018 às 12:03:20

Cássio almeja taças inéditas, em especial a da Copa do Brasil

Cássio almeja taças inéditas, em especial a da Copa do Brasil Marcos Riboll

O Campeonato Paulista conquistado no último domingo, diante do Palmeiras, foi o oitavo título do goleiro Cássio pelo Corinthians. Mas ele quer mais e almeja taças inéditas, em especial a da Copa do Brasil.
Esta é a única competição que o Timão disputa em 2018 que o camisa 12 ainda não venceu. As demais (Brasileirão, Libertadores e eventualmente o Mundial) ele já tem no currículo.

– É trabalhar bastante com humildade e se dedicar. Confesso que gostaria bastante de ganhar a Copa do Brasil, que é um título que não ganhei ainda. O que a gente puder ganhar de títulos, será bem-vindo – declarou o goleiro, que também não ganhou a Copa Sul-Americana pelo clube.

Antes da estreia no Campeonato Brasileiro, domingo, contra o Fluminense, em Itaquera, Cássio não fugiu da responsabilidade e assumiu o favoritismo do Corinthians.
– Acho que sim (é favorito). O Corinthians é o time a ser batido. A gente é o atual campeão brasileiro, é o time que todo mundo quer bater. Vamos trabalhar para conseguir mais um campeonato, mas temos que ter a mentalidade com a qual começamos neste ano e que tivemos no ano passado, de ir jogo a jogo. Tem muita coisa para acontecer até daqui a 10, 15 rodadas. Temos que ter o mesmo respeito por todas as equipes, porque todos os jogos valem três pontos. É claro que vamos em busca. Só o fato de ser o Corinthians, em todos os campeonatos que entramos vamos em busca do título – opinou.

Cássio chegou ao Timão em 2012 e já ganhou três Paulistas (2013, 2017 e 2018), dois Brasileiros (2015 e 2017), uma Libertadores (2012), um Mundial (2012) e uma Recopa Sul-Americana (2013).
Com contrato com o Corinthians até o fim de 2021, o goleiro diz querer continuar no clube por muito mais anos, mas pondera:
– Às vezes a vontade da gente não condiz com a do time. Para o time a gente pode ser bom hoje, mas amanhã não ser. Sou muito feliz desde o dia em que cheguei aqui. Se for fazer um balanço do tempo que estou no Corinthians, haverá poucas coisas ruins e muitas positivas. Onde você está bem, onde se sente feliz, é onde tem que ficar o máximo possível.

 

Bruno Cassucci e Marcelo Braga

Comentários

comentários

Veja também