Carlos Lima
Hoje dia 11/11/2019 às 20:40:19

Esportes
Carlos Lima | Publicado em 16/10/2019 às 09:07:46

Leila Pereira está insatisfeita com trabalho de Mattos no Palmeiras

Leila Pereira está insatisfeita com trabalho de Mattos no Palmeiras foto: Tossiro Neto

O presidente do Conselho Deliberativo do Palmeiras, Seraphim Del Grande, disse em entrevista à Rádio Globo nesta terça-feira que a conselheira e patrocinadora do clube, Leila Pereira, está insatisfeita com o trabalho do diretor de futebol Alexandre Mattos.

O dirigente vem sendo muito pressionado nos bastidores para deixar o Verdão. Em resposta, Leila afirmou que não interfere no departamento.

– Estou falando com ela há muito tempo. A opinião dela é a mesma que a minha – disse Del Grande, que anteriormente já fez críticas ao trabalho de Mattos.

Questionado pela reportagem logo em seguida se Leila era favorável à saída do diretor de futebol, Del Grande respondeu:

– É, falando que ela está muito insatisfeita. Todo conselheiro… Praticamente reflete a opinião de todos os conselheiros, que estão insatisfeitos com a maneira como foi planejado esse ano, que foi um fracasso – acrescentou o presidente do Conselho.

Via assessoria de imprensa, Leila Pereira se manifestou:

– Eu não interfiro nas decisões do futebol. Eu sou conselheira e patrocinadora e sei bem as minhas atribuições no clube.

No início de setembro, logo após a demissão de Felipão, um áudio de Seraphim Del Grande foi vazado nas redes sociais. Nele, o dirigente pedia a saída de Alexandre Mattos e dizia que a contratação de Mano Menezes seria o “enterro” do mandato do presidente Maurício Galiotte.

Del Grande, aliás, disse ainda à Rádio Globo que Galiotte minimizou a notícia publicada pelo “Blog do Perrone” de que Mattos aluga dois apartamentos para funcionários do Palmeiras que tiveram aumento no auxílio-moradia – aumentos pedidos pelo próprio Mattos e concedidos pelo clube.

– Ele deu um pronunciamento dizendo que o Palmeiras não tinha nada a ver com isso e que seria uma situação do Alexandre Mattos com alguns funcionários do Palmeiras. Praticamente deu o caso por encerrado.

O presidente do Conselho fez questão de dizer que não concorda com Galiotte.

– Eu acho que é uma coisa que não está dentro de uma normalidade. Ele (Galiotte) já vê dessa maneira. Eu, sendo proprietário de um apartamento, de dois imóveis, estou alugando para duas pessoas que praticamente trabalham comigo, são meus subalternos, e peço o aumento do auxilio moradia. Diretamente, estou me beneficiando.

Del Grande lembrou que, por enquanto, não pode tomar nenhuma medida como presidente do Conselho.

– Muitos conselheiros têm reclamado. Eu, como presidente do Conselho, só posso fazer uma convocação de reunião do Conselho quando tem um abaixo-assinado de 60 conselheiros ou mil associados. E, pelo menos até agora, não chegou nada às minhas mãos. No dia que chegar, eu convoco o Conselho – emendou Del Grande.

Globo esporte

Comentários

comentários

Veja também