Carlos Lima
Hoje dia 13/12/2019 às 02:53:55

Esportes
Carlos Lima | Publicado em 23/07/2019 às 10:50:20

Nicholas Santos bate próprio recorde como medalhista mais velho no Mundial

Nicholas Santos bate próprio recorde como medalhista mais velho no Mundial Nicholas Santos mostra o bronze dos 50m borboleta: brasileiro é o medalhista mais velho da história do Mundial de esportes aquáticos, aos 39 anos Imagem: Satiro Sodré/rededoesporte

 O veterano Nicholas Santos bateu seu próprio recorde de nadador mais velho a conquistar uma medalha em um Campeonato Mundial de natação. Nesta segunda (22), o nadador de 39 anos ganhou o bronze nos 50 m borboleta em Gwangju, na Coreia do Sul, com vantagem de apenas um centésimo. Nicholas marcou 22s79 contra 22s80 do norte-americano Michael Andrew.

O nadador da Unisanta, que competiu em seu primeiro Mundial há 18 anos, em Fukuoka, obteve a terceira medalha consecutiva na prova que é sua especialidade. Antes, havia sido prata em Kazan, na Rússia, em 2015, em Budapeste, na Hungria, em 2017, quando havia estabelecido o recorde anterior de mais velho medalhista, aos 37 anos.

A prova foi vencida pelo norte-americano Caeleb Dressel, que completou no tempo de 22s35 e quebrou o recorde da competição, que até então era de 22s57. O russo Oleg Kostin foi o segundo colocado, com 22s70, nove décimos a frente do brasileiro.

Nicholas não estaria no Mundial por uma decisão da CBDA (Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos). A ideia era priorizar nos critérios de seleção os nadadores de provas olímpicas -que não é o caso dos 50 m borboleta. O veterano, porém, conseguiu um convite da Fina (Federação Internacional de Natação) e fez a entidade brasileira voltar atrás.

Lamentando não ter alcançado o tempo que esperava, de 22s40, o nadador lembrou o episódio em entrevista ao Sportv logo após a prova e lembrou que sua medalha é a primeira do Brasil em piscina na edição atual do Mundial -Ana Marcela Cunha obteve dois ouros na maratona aquática.

“Estou satisfeito. Praticamente não estaria aqui não fosse o convite da Fina. Estou muito feliz, mais uma medalha em Mundial, a primeira do Brasil nesse Mundial. Estou muito satisfeito, com 39 anos, fazendo história na natação”, declarou o nadador.

FolhaPress SNG

Comentários

comentários

Veja também