Carlos Lima
Hoje dia 20/10/2017 às 17:54:05

Estadual
Carlos Lima | Publicado em 22/08/2017 às 09:10:06

ACM NEGA VETO A IMBASSAHY EM SUA CHAPA

ACM NEGA VETO A IMBASSAHY EM SUA CHAPA ACM Neto e Imbassahy

O prefeito ACM Neto (DEM) negou nesta segunda-feira que tenha vetado o nome do ministro da Secretaria de Governo da Presidência, Antônio Imbassahy (PSDB), para uma possível vaga na chapa majoritária que o democrata deve encabeçar como candidato a governador da Bahia em 2018. O ministro tucano é especulado para ser candidato ao Senado no próximo ano.

Informação do suposto veto partiu de uma publicação da coluna Radar Online, da revista Veja. Segundo a nota, ACM Neto teria conversado sobre a composição com o presidente em exercício do PSDB, senador Tasso Jereissati.

O prefeito de Salvador teria dito ao líder tucano que não cogita dividir o palanque com Imbassahy, e que se essa for a única opção de parceria oferecida pelos tucanos, para aliança em 2018, ‘seria melhor que o partido procurasse outro postulante ao governo para se coligar’.

Em nota, ACM, além de negar veto ao nome de Imbassahy, disse que não tratou de formação de chapa com ninguém. “Em relação à nota publicada há pouco pela coluna Radar Online, o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), esclarece que não tratou da composição de chapa para as eleições de 2018 na Bahia com o PSDB nem com partido algum da base que lhe apoia”.

O prefeito continua o comunicado elogiando Imbassahy, que é deputado federal licenciado do mandato.

“ACM Neto esclarece que o ministro Antônio Imbassahy (PSDB) é um nome que tem condições de compor qualquer chapa majoritária, porque tem serviços prestados à Bahia e ao Brasil e, portanto, é um nome competitivo que já ocupou cargos de destaque no Legislativo e no Executivo. Imbassahy tem sido um parceiro político importante, e tem ajudado muito a cidade de Salvador. Por fim, o prefeito reitera que esse tipo de intriga não contribui para o fortalecimento da relação entre os partidos nem para o debate democrático”, diz a nota enviada pela assessoria do democrata.

Leonardo Attuch

Comentários

comentários

Veja também