Carlos Lima
Hoje dia 16/07/2019 às 11:03:02

Estadual
Carlos Lima | Publicado em 12/03/2019 às 10:59:17

Acusado de matar estilista a golpes de pá no sul da Bahia é condenado.

Acusado de matar estilista a golpes de pá no sul da Bahia é condenado. Jerry Vitor Rocha dos Santos é assassino confesso do estilista Marivaldo Ramos, conhecido como Mar Ramos, encontrado morto em Itabuna — Foto: SSP/BA

O jovem acusado de matar, com golpes de pá, o estilista Marivaldo Ramos, em agosto de 2018, foi condenado a 23 anos e 4 meses de prisão, em Itabuna, no sul da Bahia. A informação é da coordenação da Polícia Civil de Itabuna, cidade onde ocorreu o crime, e consta no processo descrito no site do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA).

A sentença foi divulgada nesta terça-feira (12), mas foi proferida no dia 22 de fevereiro. Jerry Vitor Rocha dos Santos, que na época do crime tinha 18 anos, vai cumprir pena em regime fechado.

O estilista foi achado morto dentro do imóvel onde morava, no dia 8 de agosto de 2018. Dois dias depois, no dia 10, Jerry foi preso no Terminal Rodoviário de Itabuna, quando se preparava para fugir para São Paulo.

No momento da prisão, ele estava com os cartões de crédito roubados da vítima. Jerry tinha um mandado de prisão em aberto e estava sendo procurado pela Polícia Civil desde o dia do assassinato.

Após a prisão, Jerry foi conduzido à delegacia e confessou o crime durante o interrogatório.

O estilista Marivaldo Ramos era conhecido como Mar Ramos. Ele tinha 51 anos e morava em Itabuna há mais de 15. A casa onde ele foi encontrado morto também funcionava como ateliê de Marivaldo, que atuava como consultor e produtor de moda em Itabuna e outras cidades do sul do estado. A vítima tinha mais de 30 anos de carreira.

Caso

De acordo com a polícia, Mar Ramos e Jerry se conheceram pela internet. Quando o crime ocorreu, eles estavam morando juntos há 15 dias. As investigações apontaram que os dois tiveram uma briga depois que o estilista descobriu que Jerry havia efetuado compras em seu cartão de crédito sem autorização e exigiu os produtos de volta.

Segundo a polícia, Jerry esperou a vítima dormir e o atacou com uma pá, que foi encontrada ao lado do cadáver, ensanguentada. O corpo de Mar Ramos foi encontrado pela empregada doméstica que trabalhava na casa dele, na cama, em posição de defesa, com sinais de agressões no rosto e em outras partes da cabeça, além das mãos.

O assassino fugiu levando diversos objetos do imóvel, como roupas de marca, celular e um anel de formatura.

O corpo de Mar Ramos foi enterrado no dia 9 de agosto, no Cemitério Campo Santo, em Itabuna.

G1/BA

 

Comentários

comentários

Veja também