Carlos Lima
Hoje dia 22/07/2018 às 02:49:55

Estadual
Carlos Lima | Publicado em 01/02/2018 às 14:44:37

Desembargador Gesivaldo Britto é empossado como novo presidente do TJ

Desembargador Gesivaldo Britto é empossado como novo presidente do TJ Cerimônia de posse ocorreu na manhã desta quinta-feira (1º), no Fórum Ruy Barbosa, em Salvador.

Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) tem novo comando a partir desta quinta-feira (1º). Em uma cerimônia de transmissão de cargo, realizada no Salão Nobre do Fórum Ruy Barbosa, em Salvador, a desembargadora Maria do Socorro Barreto Santiago passou a presidência do órgão para o desembargador Gesivaldo Nascimento Britto.

Além do novo presidente, também foram empossados o desembargador Augusto Lima Bispo, que passa a ocupar a 1ª Vice-Presidência do órgão; a desembargadora Maria da Graça Osório Pimentel Leal, que agora está à frente da 2ª Vice-Presidência; a desembargadora Lisbete Maria Teixeira Almeida Cézar Santos, nova Corregedora Geral de Justiça; e o desembargador Emílio Salomão Pinto Resedá, que chefiará a Corregedoria das Comarcas do Interior.

Chefe do TJ-BA por dois anos, a desembargadora Maria do Socorro fez uma despedida emocionada do cargo e afirmou que, no período em que esteve à frente da gestão, mais de um milhão de processos foram baixados no estado.

“Meus colegas julgaram como nunca, deram baixa, instruíram e concluíram processos em número maior do que o recebido. Basta dizer que, até novembro de 2017, já havíamos baixado um milhão de processos. Um milhão de processos em menos de dois anos de gestão”.

O novo desembargador, Gesivaldo Britto, afirmou que o desafio da gestão, que vai até 2020, será de dar ainda mais celeridade aos trabalhos da Justiça, mesmo em um cenário composto por um número insuficiente de servidores para as demandas do estado.

“O Tribunal da Bahia é pequeno para o número de demanda. O Tribunal do Rio Grande do Sul, que tem a mesma população da Bahia, tem 136 desembargadores. Nós temos 59” .

Para dar conta da demanda, Britto diz que tem a expectativa da realização de um concurso público para contratação de juízes. “Há uma previsão pra concurso pra juiz, desde que seja esgotada a lista de espera que nós temos”.

Presente no evento, o governador da Bahia, Rui Costa, comentou a limitação orçamentária do estado. “Nós somos a sétima economia do Brasil, mas só somos apenas a 20ª arrecadação per capita do Brasil. Dos 27 estados brasileiros, a Bahia está em 20º lugar. Isso impacta no funcionamento da Justiça. Um menor número de juízes, de servidores do que desejaríamos”.

Além do governador, também participaram da solenidade diversas autoridades, como o prefeito de Salvador, ACM Neto; o ex-governador da Bahia, Jaques Wagner; o arcebispo de Salvador e Primaz do Brasil, Dom Murilo Krieger.

Henrique Mendes

Comentários

comentários

Veja também