Carlos Lima
Hoje dia 22/11/2017 às 14:49:37

Estadual
Carlos Lima | Publicado em 17/06/2017 às 08:48:12

GEDDEL ERA EMISSÁRIO DE TEMER NA COMPRA DO SILÊNCIO DE CUNHA, DIZ JOESLEY

GEDDEL ERA EMISSÁRIO DE TEMER NA COMPRA DO SILÊNCIO DE CUNHA, DIZ JOESLEY Quem estava incumbido de manter Eduardo Cunha e Lúcio Funaro calmos era eu", disso o empresário Joesley Batista, em seu depoimento à Polícia Federal, no inquérito que investiga Michel Temer

O empresário Joesley Batista afirmou à Polícia Federal que o ex-ministro Geddel Vieira Lima era o emissário de Michel Temer e tinha a missão de saber se Eduardo Cunha e Lúcio Funaro estavam sendo bem cuidados.

“Geddel era o mensageiro. De 15 em 15 dias era uma agonia terrível. Sempre querendo saber se estava tudo certo, se ia ter delação, se eu estava cuidando dos dois. O presidente estava preocupado. Quem estava incumbido de manter Eduardo Cunha e Lúcio Funaro calmos era eu”, disso o empresário Joesley Batista, em seu depoimento à Polícia Federal, no inquérito que investiga Michel Temer.

“E toda hora o mensageiro do presidente me procurando para garantir que eu estava mantendo esse sistema”, disse o empresário.

Joesley disse não ter dúvidas de que Temer sabia de tudo. “Sem dúvida. Depois que o Eduardo foi preso, mantive a interlocução desses assuntos via Geddel. O presidente sabia de tudo”, disse. “Eu informava o presidente por meio do Geddel. E ele sabia que eu estava pagando o Lúcio e o Eduardo. Quando o Geddel caiu, deixei de ter interlocução com o Planalto por um tempo. Até por precaução.”

Com a queda de Geddel, o interlocutor de Joesley passou a ser Rodrigo Rocha Loures, ex-assessor especial do Palácio do Planalto, flagrado com uma mala com R$ 500 mil em propinas.

Leonardo Attuch

Comentários

comentários

Veja também