Carlos Lima
Hoje dia 20/09/2019 às 11:37:04

Estadual
Carlos Lima | Publicado em 19/03/2019 às 09:21:52

Incêndio atinge fábrica em Salvador.

Incêndio atinge fábrica em Salvador. Parte da área da fábrica que pegou fogo na manhã desta terça-feira (19), em Salvador — Foto: Phael Fernandes/G1

Um incêndio de grandes proporções atingiu uma fábrica de colchões na rua Eurico Temporal, no bairro de Valéria, por volta das 6h desta terça-feira (19), em Salvador. Não há registro de feridos.
Há muitas casas na região e o incêndio preocupa os moradores. Muitas pessoas que residem próximo à fábrica deixaram seus imóveis, como foi o caso do vendedor, Gustavo dos Santos Barbosa.
“A vizinhança chamou a gente [a família dele]. Todos os moradores saíram da rua, o calor estava imenso. Os bombeiros orientaram que a gente saísse. A gente acordou com essa confusão, só saímos com a roupa do corpo”, relata Gustavo.
A fumaça que se formou no local é densa e se espalha rapidamente. Ela pode ser vista de outros bairros da capital baiana, como o de Cajazeiras, por exemplo.
Equipes do Corpo de Bombeiros Militar da Bahia foram encaminhadas ao local e atuam no combate as chamas. Carros-pipas também foram solicitados na região.
As causas do incêndio não foram informadas pelo Corpo de Bombeiros, mas conforme relatos de funcionários da fábrica, as chamas começaram em uma área onde são produzidos blocos de espuma. Os funcionários relataram, ainda, que a área onde o fogo começou possuí muitas máquinas e que não há produção durante a madrugada.
“Quem trabalha de madrugada, trabalha bordando os materiais. O incêndio começou na área de resfriamento de bloco [de espuma], que fica no meio da fábrica. A brigada da fábrica tentou apagar o fogo, mas se alastrou rápido. Não há ninguém ferido, todo mundo evacuou a área. O expediente de madrugada acaba 6h. O pessoal estava saindo quando começou o fogo”, explicou Paulo César, funcionário da empresa.

Moradores que permanecem nas proximidades da fábrica relatam ouvir barulhos de dentro da fábrica, como se algumas estruturas estivessem desabando na parte interna do imóvel.
“Foram várias explosões fortes. Eu mandei meu marido pegar logo a carreta, que costuma ficar colada no muro da fábrica. Eu fiquei desesperada. Os funcionários da fábrica pediram para gente deixar a casa, não ficar próximo. Pediram para gente ir pra casa de parentes por conta do perigo”, relatou Regina Machado, mulher que mora atrás da fábrica.
Segundo o Corpo de Bombeiros, os brigadistas da fábrica iniciaram o combate ao fogo mas, por conter muito material inflamável, as chamas se propagaram muito rápido.
O bairro de Valéria é próximo a BR-324 e quem passa pela rodovia consegue ver a fumaça. O trânsito na BR está congestionado pois além das chamas chamarem a atenção dos motoristas, que reduzem a velocidade para ver a situação, os veículos não podem ter acesso a região próxima a área.

G1

 

Comentários

comentários

Veja também