Carlos Lima
Hoje dia 20/04/2018 às 12:35:10

Estadual
Carlos Lima | Publicado em 16/03/2018 às 10:02:06

JAQUES WAGNER REJEITA MDB NA CHAPA DE RUI COSTA

JAQUES WAGNER REJEITA MDB NA CHAPA DE RUI COSTA Jaques Wagner

O ex-governador Jaques Wagner (PT) negou a possibilidade de o grupo petista fazer uma aliança com o MDB baiano. O secretário de Desenvolvimento Econômico do Estado comentou as declarações dadas pelo presidente da AL-BA, Ângelo Coronel (PSD), no sentido de que sente  “uma conversa diferente” entre a legenda e o governador Rui Costa.

“Aí é uma declaração de Coronel. Aí é só conversando com ele. Não conheço nem o convite e não vejo a possibilidade do MDB vir para cá. Tem muito prefeito do MDB vindo para cá porque está desiludido com o MDB. Aqueles que estão deixando o MDB para vir para cá, serão bem recebidos. Vários prefeitos têm procurado o governador Rui Costa. O MDB hoje como partido, eu coloco como impossível vir para cá, apesar de que em outros estados apoiam candidaturas do PT”, declarou, Wagner em coletiva com jornalistas no Fórum Social Mundial.

Indagado se existe alguma chancela do governador para sediar candidatos a deputados de partidos da oposição, Wagner se posicionou:

“Tem gente da própria base se movimentando. Mas alguém do lado de lá [oposição], eu pessoalmente desconheço.

Mas, repare: se alguém do lado de lá quiser vir para algum partido da base, seguramente nós não vamos interditar. Até porque, quando você vai se apoiar, não fica discriminando”.

Wagner também comentou a declaração de Rui de que o PT deveria “virar a página” do impeachment de Dilma.

Ele também esclareceu a declaração do governador sobre o eventual apoio a Ciro Gomes (PDT) na corrida ao Palácio do Planalto.

“Rui Costa não defende plano B nenhum. Essa é a posição dele, falei com ele agora de tarde. O que ele fez foi elogiar uma candidatura no campo das oposições, que é a candidatura de Ciro. Ele está lutando com todos nós pela legitimidade da eleição com a candidatura [do ex-presidente Lula]. […]

O que ele quis dizer é que a gente não discuta a eleição só com a bandeira de combate ao impeachment. Nós já denunciamos o golpe e o que o povo brasileiro vai esperar no debate da eleição não é só a denúncia do que já está denunciado. O que ele disse é que tem muito desiludido que quer saber para onde vai”, afirmou.

Henrique Brinco

Comentários

comentários

Veja também