Operação Avati terminou com dois empresários presos.

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
Email
Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA). Foto: Divulgação

A Operação Avati, deflagrada na quinta-feira (11) na Bahia, Alagoas, Rio Grande do Sul e Goiás, que combate a sonegação fiscal, associação criminosa e lavagem de dinheiro, terminou com dois empresários presos na Bahia.

De acordo com o Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA), os presos são Clovis Ceolin e Thiago Veloso, que já havia sido preso em na ‘Operação Grãos do Oeste II’, que investigava crimes semelhantes, em 2011.

Diversos documentos, celulares e computadores foram apreendidos. A investigação do MP-BA apontou que os integrantes do esquema de corrupção usavam notas fiscais falsas, emitidas por empresas de fachada na Bahia, para ocultar saídas de mercadorias para outros estados.

Com isso, os suspeitos obtinham, de forma fraudulenta, benefícios de isenção fiscal ou para simular a passagem de mercadorias pelo estado e ocultar a saída de produtos para o mercado interno, burlando a incidência do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS).

G1

OUTRAS NOTÍCIAS