Carlos Lima
Hoje dia 17/08/2017 às 11:57:01

Estadual
Carlos Lima | Publicado em 01/08/2017 às 14:27:06

PT: ALIANÇA DE LÍDICE COM ACM NETO SERIA SURREAL

PT: ALIANÇA DE LÍDICE COM ACM NETO SERIA SURREAL O PT trata como "surreal" uma possível candidatura de reeleição da senadora Lídice da Mata (PSB) pela provável chapa majoritária a ser encabeçada pelo prefeito ACM Neto (DEM)

O Partido dos Trabalhadores trata como “surreal” uma possível candidatura de reeleição da senadora Lídice da Mata (PSB) pela provável chapa majoritária a ser encabeçada pelo prefeito ACM Neto (DEM) como candidato a governador da Bahia em 2018.

Em entrevista ao jornal Tribuna da Bahia, o deputado federal Bebeto Galvão, do PSB de Lídice, reafirmou sua confiança na “consciência” do PT para que ela garanta uma das duas vagas para o Senado na chapa do governador Rui Costa (PT), que também tentará se reeleger, mas não descartou a possibilidade de a senadora e o PSB conversarem com o Democratas (DEM), do prefeito de Salvador, para composição de aliança.

Também em entrevista à Tribuna, o presidente do PT na Bahia, Everaldo Anunciação, falou mais uma vez da “relativa preferência” que Lídice da Mata e o vice-governador, João Leão (PP), têm para permanecer na chapa, mas ponderou que ainda não há como fazer nenhuma definição a 14 meses da disputa. Everaldo argumenta ainda a trajetória de Lídice, com a “perseguição” que ela “sofreu” por parte do ex-governador e ex-senador Antônio Carlos Magalhães quando foi prefeita de Salvador.

“Acho que eles não vão compor com aqueles que deram um golpe no Brasil e que estão aí com Temer destruindo o que resta. Lídice tem uma vida política pregressa marcada por perseguição de ACM. Não acho que ela seria capaz de fazer uma aliança com ACM Neto e com o que há de mais conservador e retrógrado na política baiana. Eu acho que não há perspectiva nenhuma de uma coisa dessas”, afirmou Everaldo.

Como em entrevistas anteriores, o presidente do PT baiano afirmou que a única garantia até então é da candidatura de Rui na chapa governista, e que há “um consenso prévio” pela candidatura ao Senado do secretário de Desenvolvimento Econômico do Estado, Jaques Wagner (PT).

“Já tratamos isso na reunião do conselho político, que é composto pelos presidentes dos partidos que compõem nossa aliança. Definido até agora só mesmo a reeleição (candidatura) de Rui. Existe inicialmente a preferência por Leão e por Lídice, mas não tem nenhuma definição. Uma coisa que temos conversado e assegurado é que a aliança será mantida”, garantiu Everaldo Anunciação.

Leonardo Attuch

Comentários

comentários

Veja também