Carlos Lima
Hoje dia 15/12/2017 às 16:02:28

Feira
Carlos Lima | Publicado em 04/12/2017 às 15:44:26

Aconteceu no MAP Sarau em homenagem a heroína Maria Quitéria

Aconteceu no MAP Sarau em homenagem a heroína Maria Quitéria Maria Quitéria deve ser reconhecida pela sua grandeza, afirma professor Close

O Sarau é importante, mas para o professor de história, pós-graduado em metodologia de ensino da história, Raimundo Souza Santos, não é, por si só, capaz de refletir e representar a grandeza que a heroína Maria Quitéria foi para o município de Feira de Santana e para a história da Bahia e do Brasil.

“Uma mulher que se rebelou contra seu pai e foi lutar pela construção de um Estado Brasileiro, pela identidade de nação que nós não tínhamos, enquanto colônia de Portugal. O nosso nacionalismo. Portanto, nós temos que fazer com que a sociedade Feira de Santana conheça de verdade Maria Quitéria e também toda a rede de municípios que compõem o Portal do Sertão”, afirma o professor.

Foi com esse pensamento que surgiu o Sarau Maria Quitéria, realizado na manhã deste sábado, 2, no MAP. O início. Uma parte de um desejo de criar um Memorial Maria Quitéria, a sua casa. Um local que contemple museu, teatro e biblioteca voltados para a história da guerreira.

“Isso é importante do ponto de vista literário, cultural, intelectual, mas acima de tudo econômico. Nós vamos conseguir trazer pessoas da Inglaterra, dos Estados Unidos, da França pra visitar esse Memorial. Depois disso, vão querer levar peças produzidas por nossos artesãos, vão ficar nos hotéis de Feira de Santana. Economicamente, isso vai gerar grande riqueza para o município. Ele funcionaria não apenas do ponto de vista da beleza abstracionista. É uma realidade palpável.”

Raimundo apresentou o projeto para o público no Sarau, e também foi passado durante a ocasião, um abaixo-assinado colhendo assinaturas a favor da criação e realização do Memorial Maria Quitéria.

O Sarau

Uma manhã reservada para o respeito e à idolatria aos feitos da heroína Maria Quitéria, primeira mulher a lutar juntamente ao exército brasileiro, nas guerras da Independência da Bahia e do Brasil. A lista de homenagens foi extensa. Poesias, músicas, palestras, apresentação de livros sobre a guerreira. A artista Célia Zaiin, completamente caracterizada, enalteceu a figura de Maria Quitéria antes de entoar, juntamente ao público, o hino de Feira de Santana.

Graça Cordeiro, diretora do Departamento de Turismo da Secretaria de Trabalho, Turismo e Desenvolvimento Econômico, falou sobre a importância da heroína para o turismo de Feira de Santana. ”Turismo é o que embeleza a nossa cultura, heróis e heroínas. Temos heróis do cangaço e, em Feira, temos Maria Quitéria. Precisamos que o Sarau seja realizado no dia de seu aniversário pra que ela seja ainda mais valorizada e reconhecida.

Secom

 

 

Comentários

comentários

Veja também