Carlos Lima
Hoje dia 09/04/2020 às 10:25:11

Feira
Carlos Lima | Publicado em 24/01/2020 às 14:29:44

AS HIENAS DA POLÍTICA/POR CARLOS LIMA

AS HIENAS DA POLÍTICA/POR CARLOS LIMA HIENAS, O BANQUETE

Deve ser para os eleitores ficarem preocupados quando ouvirem um vereador dizer que é preciso trabalhar ao lado do Executivo por um propósito comum.

Os dois poderes são independentes e o Legislativo tem a função prioritária de investigar a aplicação dos recursos do povo e formular leis amparadas pela Constituição Federal, visando disciplinar o comportamento da sociedade em comunidade.

Entretanto, na prática acontece justamente o oposto. A maioria formula leis para atender as necessidades empresariais e da própria existência deles no poder.

A fiscalização dos recursos públicos é mascarada pelas benesses concedidas pelo chefe do Executivo, que garante uma maioria legislativa para impedir qualquer interferência investigativa em suas ações.

Além de definir o que deve e o que não deve ser aprovado nas sessões do Poder Legislativo Municipal.

Os considerados representantes do povo são teleguiados, e manietados pelo prefeito. Esses office boys estão preocupados apenas com a permanente ação de  se locupletarem, dando uma aparência de legalidade, que resulta na desgraça dos seus representados.

Tento acreditar que nas eleições desse ano, a consciência política do eleitor feirense tenha aumentado sua amplitude crítica. que resulte na busca de uma consciência mais apurada e consiga renovar esse Poder carcomido pela ineficiência e corrupção que se espalha em mais de 70% do seu quadro.

No atual momento eleitoral muitos dos vereadores estão usando um manto de santidade, honestidade, eficiência e vocação espiritual para ajudar o semelhante, para defender os pobres e oprimidos. Na realidade buscam se beneficiarem com os votos do eleitorado.

São verdadeiras hienas, em ano de eleição comem carniça e dão risada. Passado esse período, eleitos ou reeleitos, a situação se inverte, o povo passa a comer carniça, enquanto eles degustam caviar.

Carlos Lima

Comentários

comentários

Veja também