Carlos Lima
Hoje dia 22/09/2018 às 00:58:39

Feira
Carlos Lima | Publicado em 05/11/2016 às 11:52:31

Câmara de Vereadores de Feira de Santana única responsável pela situação da Lagoa Salgada

Avenida Nóide Cerqueira não pode ser responsabilizada, pela invasão e destruição da Lagoa Salgada. Esqueceram das denuncias e de prováveis negociatas para a construção de empresas na área.

Câmara de Vereadores de Feira de Santana única responsável pela situação da Lagoa Salgada Laoa Salgada sendo aterrada

Atualmente muitos comentam que a Lagoa Salgada está sendo ‘asfixiada’ por causa da construção da Avenida Nóide Cerqueira, em Feira de Santana.

Impressionante como alguns conseguem esquecer, ou não desejam expor a verdadeira realidade.

Enquanto a cidade se expande acompanhando o traçado da avenida Nóide Cerqueira até a BR-324, a Lagoa Salgada, um dos patrimônios hídricos de Feira de Santana, começa a ser comprimida, ‘asfixiada’ da mesma maneira como aconteceu com a Lagoa do Prato Raso, próxima ao centro urbano-comercial da cidade. (comenta-se)

No entanto jogar a culpa na Avenida Nóide Cerqueira é muito cômodo. O que não se concebe é o desconhecimento (proposital) de alguns vereadores, entre eles os integrantes da Comissão de Meio Ambiente.

Com o exemplo da Lagoa do Prato Raso, o que se poderia esperar com a abertura da Avenida Nóide Cerqueira era uma explosão imobiliária em toda área.

E assim está ocorrendo. A Lagoa Salgada, sem nenhuma ação de proteção, entendo que essa atitude política às vezes ocorra de forma proposital, com isso as possibilidades vaço se tornando real e a  lagoa vai sendo aterrada, dando lugar a empresas e loteamentos.

Inicialmente se faz um burburinho danado,  vereadores fazem discursos exaltados, em seguida vem um silêncio mórbido, como se a Lagoa tivesse morrido ou desaparecido do mapa da cidade.

Aceitamos contestação dessa assertiva.

Os vetores de crescimento de Feira de Santana devem continuar sendo  identificados, trabalhados, desde que estejam ao lado da preservação ambiental da cidade, que é o ponto de equilíbrio para o avanço da qualidade de vida dos seus habitantes.

Todos sabem que as Lagoas e suas margens são protegidas pela legislação que trata de Áreas de Preservação Permanente (APP). Mas, quando existe interesses, desconhecidos do povo, eles conseguem burlar a legislação pela redução dessas mesmas áreas e permitindo o seu encolhimentotindo.

O próprio  Legislativo oficializa essa redução de área conforme o poder dos interessados.e dos interesses atendidos.

Espero que o prefeito José Ronaldo priorize nessa legislatura que tem início em 1 de janeiro de 2017, encontrar uma soluçao definitivamente para a questão dda preservção das Lagoas em Feira de Santana, salvando o que ainda resta delas.

Tenho certeza de que seria um marco indelével de sua vida pública e de maior líder político da história feirense, quatro mandatos 16 anos, interrompido apenas pelo intertício imposto pela legislação eleitoral.

E acreditem, se não houvesse outro intertício em 2020, ele provavelmente seria reeleito, sempre no primeiro turno.

Não pesso desculpas a oposição, ela tem sido incompetente politicamente, individualista e desprovida de consciência coletiva. Não possue carisma e credibilidade, qualquer dúvida, ou posição contrária será respeitada, mas aconselho conhecer o históoposição depois da morte de José Falcão.

O que está faltando prefeito, é Vossa Excelência chegar com força nas questões de Meio Ambiente.

Mesmo porque, se algo realmente não for feito, se a vontade política não ressurgir para solucionar os problemas ambientais, em pouquíssimo tempo não existirá mais nenhuma Lagoa na Cidade.

CL/cljornal

Comentários

comentários

Veja também