Carlos Lima
Hoje dia 26/05/2017 às 09:26:17

Feira
Carlos Lima | Publicado em 13/05/2017 às 12:18:06

Câmara outorga titulo de cidadania a Narcísio de Ogum

Câmara outorga titulo de cidadania a Narcísio de Ogum NARCISIO DE OGUM RECEBE TÍTULO DE CIDADÃO FEIRENSE

Em noite de muita alegria e emoção o filho do OGUM Narcísio Santos de Santana recebeu o Título de Cidadão Feirense em sessão solene da Câmara Municipal de Feira de Santana.

Narciso agradeceu a Deus, pela vida; a Senhora Santana, pela acolhida ao chegar à cidade ainda menino; e aos vereadores pela concessão da honraria.

Coube ao filho de santo e Babalaxé do Oritá Wilson Souza Mota falar  do trabalho e da vida de Narciso de Ogum vem realizando em Feira de Santana há mais de quatro décadas, especialmente a criação e manutenção do Samba de Roda Naná da Bahia.

Ele também destacou a importância do Candomblé e a riqueza da cultura afro e defendeu o reconhecimento de outros nomes do segmento religioso.

A trajetória de Narcísio de Ogum, nascido em Amargosa, cidade da microrregião de Jequié, foi enfatizada pelo autor da homenagem, vereador Luiz Augusto de Jesus, em seu discurso de saudação aos convidados.

“Ele chegou ainda menino, se estabeleceu em nossa Feira e implementou programas sociais em sua casa na Mangabeira”, citou Lulinha, destacando os grupos de samba, capoeira e afoxé.

A sessão solene foi prestigiada por familiares e amigos e presidida pelo 2º vice-presidente do Legislativo, vereador Marcos Lima, e compôs a mesa de honra ao lado do secretário municipal de Meio Ambiente Sérgio Carneiro, representando o prefeito José Ronaldo, o homenageado e Wilson Mota. Presente ainda a presidente do Conselho das Comunidades Negras e Indígenas, Lourdes Santana.

Não perguntem onde estavam os demais vereadores, inclusive aqueles que se dizem evangélicos.

Será que os vereadores se elegeram apenas para defender os seus interesses, religiosos e financeiros, e quando o Legislativo faz uma homenagem tão importante como é, conceder a outorga de um Título de Cidadania eles se furtam de cumprir sua obrigação constitucional de representar o povo feirense.

O povo precisa ficar mais atento ao desempenho dos seus representantes no legislativo feirense. Não se pode admitir que o povo ao conceder uma honraria tão importante como é o Título de Cidadão Feirense, apenas alguns vereadores se façam presentes.

Os vereadores evangélicos só representam o seu segmento religioso?

Eles estão no Legislativo para defender os evangélicos ou todos os segmentos da sociedade independente de suas posições pessoais religiosas ou não.?

Vamos ter mais cuidado na hora de votar.

Pela situação que vem sendo vivenciada no legislativo feirense deve demorar o surgimento de conflitos religiosos na cidade.

Todas as religiões devem ser respeitadas, principalmente por aqueles que foram eleitos pelo povo. Quem não puder exercer plenamente a democracia não deve ser votado.

cljornal

Comentários

comentários

Veja também