Carlos Lima
Hoje dia 20/07/2018 às 10:10:59

Feira
Carlos Lima | Publicado em 05/06/2018 às 11:30:21

Em Feira apenas 25% do óleo de cozinha usado é reaproveitado

Em Feira apenas 25% do  óleo de cozinha  usado é reaproveitado Imagem de arquivo

Em Feira de Santana anualmente as cozinhas utilizam cerca de cem mil litros de óleo vegetal, para fritar alimentos. E apenas 2,5% são recolhidos e transformados em biodiesel. Mais de 97 mil litros são descartados diretamente na natureza ou direcionados ao ralo da pia.

O produto também contamina o solo. “Estima-se que um litro de óleo contamine um milhão de litros de água”, diz Carlos Souza, superintendente do Movimento Água é Vida, que há cinco anos faz a coleta deste produto. Um dos ditados populares diz que água e óleo não se misturam.

A saída sustentável é a reciclagem. O óleo que é recolhido em Feira de Santana é levado para a Petrobrás, que o transforma em biodiesel, que é renovável e na sua composição não entra enxofre – são vantagens em relação ao diesel.

Destinação ambiental correta

“O que se busca é a destinação ambiental correta”, diz Carlos Souza. E os resíduos derivados da lavagem das bombonas, onde o óleo é armazenado, são reaproveitados. “Seria uma contradição a gente descartar esta água no meio ambiente”.

Neste período, o MAV já teria recolhido cerca de 216 mil litros de óleo. Atualmente, a maior doação sai da cozinha do Conjunto Penal de Feira de Santana, com aproximadamente 200 litros mensais. “Cerca de 250 famílias fazem a coleta, bem como restaurantes”.

Foram instalados pontos de coletas nas secretarias de Meio Ambiente (SEMMAM), Serviços Públicos (Sesp), Desenvolvimento Social (Sedeso), de Transportes e Trânsito (SMTT), Embasa e CRAS e nas paróquias dos Capuchinhos e Cristo Redentor, no Tomba.

Secom

Comentários

comentários

Veja também