Carlos Lima
Hoje dia 20/09/2018 às 12:11:43

Feira
Carlos Lima | Publicado em 29/11/2016 às 16:19:11

Nery volta a criticar centro da cidade e Pacto de Feira

Nery volta a criticar centro da cidade e Pacto de Feira Vereador Alberto Nery

O vereador Alberto Nery (PT), na sessão dessa terça-feira (29), da tribuna da Câmara Municipal voltou a criticar o Município pela situação do centro da cidade e do projeto Pacto de Feira, lançado no primeiro ano da atual gestão do prefeito José Ronaldo, com o objetivo de requalificar o centro comercial de Feira de Santana.

“Faltam apenas sete sessões para o fim do ano legislativo, e quero fazer algumas observações: foi feito exatamente o Pacto de Feira, mas não saiu do papel. Feira de Santana está a cada dia mais desordenada. O prefeito disse que seria feita uma licitação para exploração da zona azul, não teve êxito. E quero chamar atenção do povo de Feira, dos nossos colegas, da falta de gestão pública deste município”, criticou.

Nery continuou: “vemos a cada dia surgir ambulantes. Indo ao bairro Sérgio Carneiro, virou uma feira livre, porque Feira de Santana falta gestor público. Quero cobrar do seu secretário o ordenamento no município. Começou a surgir uma grande feira livre, próximo ao asfalto, correndo o risco de acidentes”, alertou, se queixando de barracas situadas em locais inapropriados e da ausência da fiscalização da Prefeitura.

Para o vereador, a falta de ordenamento prejudica, sobretudo, as pessoas que vão ao comércio fazer compras.

“As calçadas ficam cheias e as pessoas que vão fazer suas compras não têm condições de transitar. É preciso viver em uma cidade ordeira, que o prefeito reassuma o seu compromisso e devolva a calçada à sociedade. Estaremos aqui cobrando o ordenamento do Município”, ressaltou. (Ascom/Nery)

Na verdade o vereador tem razão em sua cobrança, se existe na administração municipal uma secretaria que contribuiu para a ampliação desse problema foi a secretaria de Desenvolvimento Econômico que tem como titular da pasta Antonio Carlos Borges Júnior.

Em três mandatos esse foi um compromisso assumido pelo prefeito, que acreditou no desempenho da secretaria, e não sequer iniciado como deveria ser. Foram dois compromissos não realizados. Espera-se que na próxima Legislatura esse problema crônico de Feira de Santana seja no mínimo controlado.(cljornal)

Comentários

comentários

Veja também