Carlos Lima
Hoje dia 15/12/2017 às 00:45:18

Feira
Carlos Lima | Publicado em 01/12/2017 às 16:41:40

Pesquisa do Procon indica variação de até 100 % nos preços de produtos natalinos

Pesquisa do Procon indica variação de até 100 % nos preços de produtos natalinos Pesquisa do Procon indica variação de até 100 por cento em preços de produtos típicos do Natal

Pesquisa de preços realizada pelo Procon de Feira de Santana em cinco supermercados de rede e atacadistas revela uma variação de preços e a necessidade dos consumidores fazerem um comparativo para economizarem dinheiro. O comparativo foi realizado nos dias 28 e 29 de novembro e identificou variação nos valores dos produtos em torno de até 100% de um estabelecimento para outro.

Foram comparados os preços de 25 produtos, desde marcas até volume. E a preocupação do órgão de fiscalização, conforme a superintendente do órgão, Suzana Mendes, é de alertar os consumidores para a necessidade de fazerem pesquisa de preços visando economizar.

Para se ter idéia do que representa a variação de preços, o queijo lanche da marca Davaca pode ser encontrado pelo mínimo de R$ 21,90 no Assaí e pelo máximo de R$ 30,99 no G. Barbosa, o que representa uma diferença de R$ 9,09. E se o consumidor optar em comprar da marca Itacolomy, comercializado no Hiper BomPreço por R$ 41,76, a diferença de preços é ainda maior, chegando a R$ 19,86, ou seja, por pouco o cliente não leva outro quilo do produto grátis.

Já a diferença de preço para o queijo mussarela é ainda maior, ultrapassando a casa dos 100%. Da marca Davaca é vendido a R$ 20,90 o quilo no Assaí e por R$ 43,99 o quilo no G. Barbosa.

As ameixas secas é outro produto que o consumidor também deve ficar bastante atento à variação de preços. Também existe variação de preços exorbitantes entre nozes e passas. E os consumidores devem ficar atentos ao volume do produto porque os valores também podem estar relacionados à pesagem e serem ludibriados.

Clique e veja a seguir a tabela de preços com o comparativo da pequisa.

 

Secom

Comentários

comentários

Veja também