Carlos Lima
Hoje dia 31/03/2020 às 01:07:13

Feira
Carlos Lima | Publicado em 17/02/2020 às 09:54:18

Pré-candidatura de Targino altera o cenário político em Feira/por Carlos Lima

Pré-candidatura  de Targino altera o cenário político em Feira/por Carlos Lima José Ronaldo e Targino Machado

Conforme posição adotada pelo DEM de apresentar candidatos a prefeito nas maiores cidades do país, o presidente nacional do partido e prefeito de Salvador ACM Neto deu sinal verde para Targino Machado lançar sua pré-candidatura a prefeito de Feira de Santana.

É uma decisão que deixa o ex-prefeito José Ronaldo em posição delicada diante do seu partido, se decidir apoiar a reeleição do atual prefeito, Colbrt Martins (MDB).

Conforme informação do deputado Targino. Após conversa com ACM Neto, ouviu dele que: “Mude esse discurso. Pare de dizer que não é pré-candidato porque você pode estar se prejudicando, prejudicando nosso projeto maior e, consequentemente, também a Feira de Santana”.

Ao receber carta branca, Targino declarou: “Não terei nenhum problema de desistir se dentro dos Democratas tiver alguém que reúna maiores condições e melhores musculaturas do que eu para ser candidato”.

O que o ex-prefeito José Ronaldo tem a dizer?

Vai declarar apoio à candidatura do MDB, na figura de Colbert Martins, atual prefeito, ou vai seguir as determinações do seu partido?

Para não se tornar traidor partidário, a opção que se apresenta no momento é  mudar de partido.

Nessa altura de sua vida e história política, vale apena um salto no escuro?

Macular sua história política pelo apoio a candidatura de Colbert?

Não seria um preço alto a pagar?

O pré-candidato do DEM afirmou que o ex-prefeito José Ronaldo de Carvalho ficou sabendo junto com todos que ele é pré-candidato a prefeito de Feira de Santana pelo DEM.

A disposição de Targino Machado em manter sua candidatura mostra força em sua declaração de pré-candidato.

 “José Ronaldo não é obrigado votar comigo. Não estou aqui para constranger José Ronaldo e nem ninguém. Volto a repetir: só abro mão se tiver alguém no DEM que tenha musculatura maior do que eu e que seja provado,” destacou.

Nessa segunda-feira acontecerá uma reunião entre Targino e José Ronaldo, acredito não ser de decisão, no entanto deve marcar o início das definições.

Já havíamos comentado de que as eleições municipais desse ano em Feira de Santana seriam complicadas, as divisões políticas devem descaracterizar os pleitos anteriores.

O bolo está fatiado nas pretensões, os votos não seguem essa mesma disposição. A densidade eleitoral e liderança política de Ronaldo, provavelmente deve assegurar ao seu candidato maiores possibilidades de chegar ao segundo turno,  se este atual cenário se manter.

As coligações de segundo turno tendem a beneficiar a liderança do ex-prefeito.

As posições consideradas progressistas são bem mais dispersas e confusas na sua composição política, não farão qualquer tipo de esforço para fortalecer uma coligação em caso de segundo turno.

O cenário, diante do que se apesenta, não é nada promissor para se acreditar que o ex-prefeito José Ronaldo sofrerá um revés. Não será tão fácil como antes, mas, sua permanência no poder é uma possibilidade real.

Carlos Lima

Comentários

comentários

Veja também