Carlos Lima
Hoje dia 18/06/2019 às 14:51:23

Feira
Carlos Lima | Publicado em 08/06/2019 às 12:14:13

RETÓRICA DE TARGINO TEM COMO OBJETIVO A PREFEITURA DE FEIRA

RETÓRICA DE TARGINO TEM COMO OBJETIVO A PREFEITURA DE FEIRA

Os desencontros políticos do deputado democrata Targino Machado com os seus correligionários  tem lhes sido um empasse para o seu objetivo político de ser candidato a prefeito de Feira de Santana.

No seu universo de sobrevivência política, de planos a curto prazo, ele encontra algumas pedras em seu caminho.

Essas pedras têm nomes.

Entre elas destacam-se o ex-prefeito José Ronaldo e o atual Colbert Martins.

As motivações são várias.

Dentre eles com maior  chances de ser  indicado pelo DEM na convenção partidária de 2020, é o atual prefeito Colbert Martins para concorrer à  reeleição.

Nesta composição, os demais candidatos do partido com pretensões já podem se considerar descartados. A não ser que, convergências políticas provoquem mudanças.

Neste cenário o deputado Targino Machado foi forçado a buscar novos aliado na esperança de construir uma frente ampla para se contrapor as decisões já adotadas pela direção de sua agremiação política.

O jogo está jogado. As cartas foram postas na mesa.

Três projetos individuais e políticos que tem como finalidade chegar a Paço Municipal, entre eles destacam-se a tróica, o vereador Roberto Tourinho (PV), o  ex-deputado Carlos Gesilson (PSDB, e encabeçando o grupo o deputado estadual Targino Machado (DEM).

É consenso que nenhum deles vem apresentando qualquer sinal de desistência em seus objetivos, no entanto a razão da provável formação desse grupo é o reconhecimento de que individualizados não terão chances efetivas de disputar o pleito em nível de igualdade.

Se o bom censo não prevalecer e os interesses individuais se fragmentarem é certo que podem amargar uma fragorosa derrota.

Não resta dúvida de que a formação de um novo grupo político em Feira de Santana só se manterá se houver convergência de ideias, onde os egos não permaneçam inflados.

Tal possibilidade permitirá a ampliação desse grupo considerado de resistência.

Atualmente apenas dois grupos se destacam politicamente, o grupo liderado pelo ex-prefeito José Ronaldo e outro pelo petista e deputado federal Zé Neto.

O atual prefeito Colbert Martins já foi considerado no cenário local como uma liderança política. Mas, a partir do momento que foi cooptado pelo seu adversário José Ronaldo, perdeu essa capacidade, deixou de ser liderança para ser liderado.

Uma liderança ainda sem a capilaridade eleitoral para um embate mais consistente, se encontra na do eterno candidato petista, Zé Neto, que já disputou o cargo por diversas vezes sem obter êxito.

O movimento  das peças desse xadrez político já estão sendo manipuladas, cabe nós eleitores aguardar o seu desfecho final, após o pleito eleitoral que se aproxima.

No tocante aos demais postulantes ao Paço Municipal, eles estão participando da competição, buscando apenas uma provável negociação financeira, no segundo turno. Caso esta situação ocorra.

Carlos Lima

Comentários

comentários

Veja também