Carlos Lima
Hoje dia 15/12/2017 às 10:31:05

Feira
Carlos Lima | Publicado em 10/06/2017 às 10:06:39

Rolando Lero: Lagoas serão revitalizadas para impedir ocupação irregular

Rolando Lero: Lagoas serão revitalizadas para impedir ocupação irregular Sérgio Carneiro e o projeto

Conter o avanço das ocupações irregulares nas áreas de proteção ambiental.

Essa é a meta da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Recursos Naturais (Semmam) ao revitalizar seis lagoas ainda existentes em Feira de Santana.

Secretário quando essas lagoas e nascentes foram revitalizadas?

A lagoa e nascente da Taboa localizada as margens da Avenida José Falcão já perderam mais de 50% de sua área com as invasões.

O local é uma propriedade privada, segundo as últimas informações e atualmente faz parte do espólio do falecido Ideilton Ramos (PAIM).

O projeto é exequível, no entanto não acredito na vontade política de realiza-lo, nem na captação de recursos a “fundo perdido”.

É mais uma fábula na necessidade pessoal de autopromoção.

O projeto prevê a construção de ciclovia, pista de cooper e mais o plantio de mudas de árvores – adquiridas por meio de compensação ambiental – no entorno das lagoas Pindoba e Taboa, localizadas no bairro Novo Horizonte, Chico Maia (avenida Francisco Fraga Maia), Berreca (final da avenida Artêmia Pires) e Subaé.

Esse projeto mesmo sendo simplório e pouco criativo para as necessidades de cada localidade foi superdimensionado financeiramente.

De acordo com o secretário de Meio Ambiente, Sérgio Carneiro o orçamento é de R$ 6 milhões, sendo que desta verba R$ 3 milhões serão destinados para a revitalização da lagoa Salgada.

“As lagoas serão delimitadas para conter a ocupação irregular. Com isso, vamos criar também uma alternativa de lazer para a comunidade”, disse ele.

6 milhões de reais a fundo perdido é um delírio de ‘miragem’.

Ocupação irregular

 O secretário afirmou que no bairro Parque Lagoa do Subaé, o número de residências construídas em área irregular já soma mais de 30.

“Afirmamos que ultrapassa 40 residências”

Disse ainda: Os moradores assumem que a área é alagada. Mas, ainda assim, insistem na construção.

E construções podem ser realizadas sem licença da prefeitura?

E para fazer a ligação de água e energia qual é o procedimento?

Não me fale de “gatos” nessas ligações. Existe ou não existe fiscalização?

Acredito que seja impossível não se notar a edificação de qualquer casa em uma área considerada de preservação ambiental, principalmente tratando-se de uma lagoa ou do seu entorno.

Secretário, Sergio Carneiro, o senhor que já foi o presidente da antiga Interub, e mesmo não sendo prefeito de Feira de Santana naquela oportunidade, diz ter realizado mais obras no município do que o prefeito José Falcão da Silva, o senhor não está pensando em repetir o feito no governo de José Ronaldo de Carvalho, ou está?

Eu fiz… Eu fiz… Eu fiz…. Eu fiz… Eu fiz.

cljornal

Comentários

comentários

Veja também