Carlos Lima
Hoje dia 22/09/2017 às 13:22:25

Feira
Carlos Lima | Publicado em 30/05/2017 às 13:17:56

Secretaria de Saúde e Hemoba realizam até quinta-feira campanha de doação de sangue

Secretaria de Saúde e Hemoba realizam até quinta-feira campanha de doação de sangue Antes da doação, a pessoa faz um cadastro e passa por uma triagem clínica e hematológica

O autônomo Diego Cordeiro Gonçalves doou sangue pela primeira vez na manhã desta terça-feira, 30. Vanessa Santana da Conceição Santos, também. Ambos participaram da campanha realizada em conjunto pela Secretaria de Saúde de Feira de Santana e o Hemoba.

Janaína Santos queria medir a pressão arterial e terminou o dia como doadora de sangue. Todos tem consciência da extensão do ato de solidariedade. “Esta é uma maneira de a gente ajudar um parente com doação, como acontece, mas beneficiar quem não conhece. Isso é gratificante”.

Diego disse que passou próximo e viu a movimentação. “Quando soube do que se tratava não tive dúvidas e resolvi fazer a doação”, afirmou. “Isso vai ajudar a muita gente, acredito”. Os estoques dos bancos de sangue geralmente ficam baixo, aquém das necessidades.

A unidade móvel de coleta do Hemoba vai ficar parada no estacionamento da Prefeitura até o dia 1º de junho, próxima quinta-feira. A meta é de que até 300 bolsas de sangue reforcem o estoque do banco. Os interessados também poderão se cadastrar como doador de medula óssea.

“O sentimento de solidariedade foi maior do que o meu medo e derrotou o desconhecimento”, afirmou Vanessa, que revelou pretender se tornar doadora. Esta é a segunda ação entre os dois órgãos. Na primeira, na Secretaria de Saúde, foram coletadas 49 bolsas.

Uma terceira ação está sendo planejada para acontecer em dezembro, de acordo com Ariela Covas, da Seção de Capacitação Permanente. “Os resultados destas iniciativas são animadoras”. E colocar o ônibus numa área central aumenta a quantidade de doadores. O Sesab tem apenas duas destas unidades para atender a demanda de todo o estado.

O coletado, diz a assistente social Márcia Almeida, do Hemoba, vai reforçar significativamente o estoque no período festivo que se aproxima, quando a demanda por sangue aumenta devido a acidentes nas estradas ou queimaduras. “Mas todos os dias as pessoas precisam de transfusões”. A validade da bolsa varia de 30 a 35 dias.

Antes da doação, a pessoa faz um cadastro e passa por uma triagem clínica e hematológica.

Secom

Comentários

comentários

Veja também