Carlos Lima
Hoje dia 14/12/2017 às 08:06:43

Feira
Carlos Lima | Publicado em 06/06/2017 às 17:30:16

VEREADOR TENTA DEFENDER DEPUTADO NEÓFITO E CRITICA PROFISSIONAIS DE IMPRENSA

VEREADOR TENTA DEFENDER DEPUTADO NEÓFITO E CRITICA  PROFISSIONAIS DE IMPRENSA A CAMPANHA VEM AÍ

Vereador tentou remediar boato de fracasso da visita realizada pelo deputado federal Irmão Lázaro ao secretário de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia, Fernando Torres.

O edil comprou uma peneira  esqueceu dos buracos .

Usou a divulgação do encontro para dizer que o deputado se reuniu com o secretário para trazer benefícios para Feira de Santana.

Benefícios?

O neófito deputado Irmão Lázaro é oposição ao governo de Rui Costa.

Será que todos esqueceram que ele votou a favor do impeachment da presidente Dilma Rousseff; que votou a favor das reformas de Temer contra o trabalhador brasileiro.

Que foi fracassado secretário do prefeito de Salvador ACM Neto.

Secretários de Rui Costa recebem qualquer um deputado federal é uma questão de educação política, não confundir com aliança ou parceria.

Se deputado Irmão Lázaro faz essas visitas, constantes, como diz o vereador, aos gabinetes dos secretários do governo Petista na Bahia, é porque no mínimo sua credibilidade na própria base é das melhores. Ele serve apenas como instrumento de votação. Afinal é o baixo do baixo clero na Câmara Federal.

Quando esteve como secretário de ACM Neto, diga-se de passagem foi um desastre para o governo do DEM em Salvador.

Hoje em Feira de Santana, faz parte da base aliada do prefeito José Ronaldo.

Está mais apagado do que charuto na boca de bêbado, ele e os seus indicados.

Na visita que fez ao senador Otto Alencar, recebeu o registro do ato e o seguinte comentário: (conforme divulgou o próprio vereador) “O Irmão Lázaro é evangélico, cantor  que teme a Deus,” disse Oto.

No entanto, em momento algum Oto Alencar ressaltou as qualidades políticas do Irmão Lázaro.

Será que as tem?

A crítica do edil/cabo eleitoral, a membros da imprensa sem citar órgãos de comunicação ou profissionais e normal para quem quer ser sem saber o quê.

Diz que os profissionais, não nominados, nunca conseguiram ser nada na vida e por isso invejam aqueles a quem Deus dá oportunidade de ser alguma coisa.

Primeiro: Coisa realmente eles não são. São comunicadores com registro da profissão  na carteira do trabalho feita pelo Ministério do Trabalho, ninguém em situação nenhuma poderá remover esse registro profissional.

Segundo: Não precisaram ser corruptores ou corruptos para adquirir o seu registro profissional, nunca usaram o nome de Deus em vão ou para usufruir proveitos eleitorais e financeiros.

A verdadeira imprensa não fala mal. Os profissionais da área de comunicação tecem críticas construtivas e elogiam quando os fatos merecem tal comportamento.

Não enxergo nenhuma capacidade técnica ou profissional no vereador para fazer qualquer tipo de juízo de direito dos profissionais de comunicação de Feira de Santana.

É preciso muito mais. O que ele não tem onde buscar.  Na verdade, o tratamento que o vereador esteja recebendo seja o merecido.

Nada a mais e nada a menos.

Sempre podemos aprofundar essas questões. Elas dependem muito do cotidiano.

O maior de todos é Deus.

Não aquele que é usando para enganar as pessoas, esse não é o nosso deus. Ele é o deus dos oportunistas, dos desonestos, dos falsos profetas, dos enganadores, dos perjuros e dos milagres mentirosos. (CL)

cljornal

Comentários

comentários

Veja também